Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Censura’

.

Este texto foi publicado originalmente aqui

.

Victor Ernesto Birner

Eu não queria ter que fazer isso, então, por diversas e diversas vezes tentei contato com o amigo da foto ao lado.

Seu nome: Victor Ernesto Birner, blogueiro, repórter da TV Cultura e comentarista da CBN.

A história é longa (como ele mesmo diz, não existe mais estória com es), mas tratarei de resumir, começando pelo que mais me incomoda.

Birner censura meus comentários. Todos eles, educados ou um pouco mais exaltados, mas ele os censura. Tem a típica atitude que os jornalistas neste país sempre criticam tanto, sempre brigam tanto para que não aconteça, enfim, ele me CENSURA.

Por um lado tem seu direito: tem um blog próprio e escreve e aprova aquilo que lhe convém. Podemos aqui criticar a atitude, como faço, mas é seu direito.

Acontece que o que me incomoda realmente é que ele libera de tudo. Tudo, desde piadas e ataques verbais até insinuações maldosas contra Palmeiras, Corinthians e quem diria, seu próprio clube do coração. Mas os meus comentários, TODOS eles, são censurados.

Ultimamente voltei a escrever para ele. Birner tem algo que me agrada e não tem ironia neste comentário: ele tem uma extrema preocupação com seus leitores e responde a quase todos os comentários. Isso é louvável, primeiro porque se prontifica a ler, o que já é um bom começo, mas especialmente em razão de argumentar com seus leitores, o que demonstra boas doses de humildade.

Mas voltando ao ponto central, os meus comentários, TODOS ELES, são censurados. Devo ter escrito uns 4 ou 5 nos últimos dias, um deles inclusive perguntando a razão para a censura, mas nenhum apareceu por lá. Birner os leu, porque lê todos como já disse, mas não publica.

Em todos estes comentários busquei argumentar suas opiniões que, na minha opinião, são ruins. Birner não gosta dos estaduais. Mas eu gosto. Birner acha pontos corridos coisa de primeiro mundo. Eu acho uma bosta. Birner acha que o patrocínio do Palmeiras é sempre duvidoso. Eu acho que o do São Paulo, isso sim, é pouco explorado. Birner acha um monte de coisa que não acho nada e tantas outras que me importo e ele parece não ver. Somos, portanto, seres antagônicos e eu particularmente gosto de discutir com opiniões divergentes. Faz bem, exercita, melhora nosso senso crítico. Birner não gosta. Prefere discutir com moleques que passam o dia todo em comunidades do orkut lançando fofocas. Como já disse, é seu direito. E o meu é o de questionar isso.

Tudo começou há muito tempo, e a história (com H) toda pode ser vista aqui. Foi uma situação chata, desnecessária da parte do jornalista e que de certa forma acendeu neste que vos escreve a sede por explicações sempre. Dali em diante fiz questão de acompanhar Birner mais de perto e ver sua paixão tricolor descambar do aceitável pro folclórico.

Birner tem uma qualidade que respeito muito. É torcedor fanático, daqueles que frequentam as arquibancadas e escalam o time de 68 sem titubear. Isso é louvável e merece reverências. Principalmente porque torce pro time absorvente, aquele que pra quem usa só serve uma vez por mês. Isso não discuto e como explico aqui, até admiro.

Por outro lado, Birner comete um pecado mortal em sua profissão. Ele tenta transparecer o profissional imparcial e não é. Sabe aquele papo do “ou caga ou sai da moita”? Ele está fora da moita com as calças arriadas. Não sabe conduzir seu blog com a imparcialidade que prega o que o torna, imediamente, suscetível a críticas.

Tivesse Birner um blog dentro daquele SPNet eu sequer perderia meu tempo lendo. Caso Birner chutasse previsões de resultado começando com 7 gols para seu time, eu daria risadas. Mas não, ele insiste em comentar de tudo e todos como se tivesse a isenção de, sei lá, Alberto Helena. Não tem, pois vejamos:

– O SPFC perdeu seu primeiro jogo após 22 partidas. fato considerável e respeitável, embora a derrota devesse ter ocorrido há mais tempo, no penalti não dado no Rodrigão ou no gol mal anulado do Botafogo. Mas é outra questão. Retomando, Birner viu seu time perder no domingo e como sempre faz após a rodada, lançou o post (apenas o título aqui, sem links) que segue:

“Futebol pelo país” – Birner não quis nem saber de destacar a derrota do seu time, embora tenha feito três ou quatro linhas de comentários evasivos.

E foram necessários apenas mais 10 minutos para que o post ficasse defasado. Tinha um novo prontinho no papel, que subiu na hora exata:

“Paulistinha, sim” – Sabe qual o contexto? Diminuir o Paulistão e sua importância.

Frente a isto tudo, fui obrigado a escrever para nosso amigo. Acho estranho que após uma derrota acachapante em casa e com o treinador mostrando que TPM de mulher é fichinha, Birner se preocupava em desqualificar o torneio. Sabe quando você é moleque e vai pra balada com os amigos e um deles fica com a garota mais bonita da noite? Ai, você e seus amigos para não dar o braço a torcer logo encontram um defeito na pequena e a partir dali qualquer comentário do garanhão vem acompanhado de piadas sobre isso? É mais ou menos por aí, e a turminha da balada, Birner, Kfouri pai e Laranjada (Paulinho) insistem em criticar porque, afinal, não pegaram ninguém.

Outra vez escrevi a ele e perguntei, mais ou menos desta forma, se aquele trabalho era coordenado com a assessoria de imprensa do Morumbi. Claro que fui censurado.

E tem sido assim, dia após dia. Decidi, entretanto, que continuarei a escrever para nosso amigo e meu primeiro comentário irá com o link deste texto. Quero entender a alma de Birner e assim me tranquilizar, não ficar pensando por ai que criei alguma inimizade. Justo ele que, mesmo sem saber, tem uns 3 amigos em comum comigo. Vai que eu o encontro em alguma festa qualquer dia, melhor entender antes o que pode acontecer para que eu me prepare.

Afinal, se já começou com CENSURA é preciso entender o limite do homem (com H também, por isonomia).

Birner, PORQUE RAIOS VOCÊ ME CENSURA???

.

Anúncios

Read Full Post »

.

Pois é, amici: só para não perder o bonde. Nos comentários do post anterior nossos comentaristas deixaram mais algumas censuras, que aqui publico, nas palavras dos autores:

.

Thiago Ciaciare

Sabe que ele me censurou também, na minha tréplica. Segue texto recuperado dos meus arquivos temporários com apenas parte da minha tréplica neste post:

Quéisso Juca !? Até mesmo seu estimado Paulinho já enfiou o dedo nesta ferida, desencavando uma entrevista do Laudo Natel para o site SPNet (que não está mais disponível na fonte original), onde o “filhote da ditadura” afirma que, dos 154 mil m² do complexo do Morumbi, apenas 25 mil foram comprados, sendo o restante cedido pela prefeitura. Se a viabilização do terreno – primeiro passo do projeto – aconteceu assim, peço que exercite sua criatividade (que um dia colocou Valdívia como camisa 10 do SPFC) para ligar os pontos da imundície que cercou a construção do estádio do Morumbi.

Segue link abaixo com a fonte: http://blogdopaulinho.wordpress.com/2008/09/09/laudo-natel-explica-doacao-de-terreno-ao-tricolor/

Enquanto achava que eu havia sido o único censurado, estava relativamente “tranquilo”: cheguei a pensar até que o problema pudesse ter sido uma ofensa, ou alguma coisa que a raiva deixou passar. Vejo agora que não foi. Foi a falta de vergonha na cara de um pseudo-jornalista que usa um espaço altamente influenciador para mentir e censurar argumentos contrários e que coprovem a sua imundície. Concordo em gênero, número e grau com o Cristiano, que alerta que o ranço contra o técnico palmeirense está afetando o juízo daquele arremedo de gente.

.

Cráudio, grande alvinegro:

Hoje eu tive uns quatro censurados pelo Paulinho. Segue o mais cômico, obviamente motivado por causa do Bezerrão, mas não literalmente nessas palavras:

“Paulinho, você que é chegado do Juquinha, explica como ele vai fazer pra mamar no Bezerrão hahahahahahaha…

E vai ter bambi pagando até R$1 mil pra dar uma mamada.”
Ele é um sujeito amargo e sem senso de humor.

.

Read Full Post »

.

Começemos hoje com as palavras de Cristiano Liveraro, que teve um comentário sem nenhuma ofensa de baixo nível censurado pelo juquinha-mor, aquele que anda bebendo um leitinho mais grosso:

Também tive um comentário censurado pelo juquinha, quando do post dele que reproduzia sua coluna na Folha de São Paulo, em 27/11. E o pior é que não havia nada demais nas minhas palavras, apenas discordância. Se me permitirem, reproduzo-o:

“Imparcialidade, base do jornalismo sério, definitivamente, não mais permeia tuas ações profissionais, meu caro. E há tempos. Mesmo sabendo que não serei atendido, já que sou apenas “mais um” que aqui escreve, farei um pedido, pois sou teimoso quando necessário: tua amargura e ranço com o VL, mais do que notórios, está sendo transferido para o Palmeiras e sua torcida, o que é muito injusto. Na tua cruzada quixotesca de aniquilar o que considera “mal”, personificado por ti em VL, está atingindo quem sempre foi teu rival, não inimigo. Peço, então, apenas que considere o torcedor, o arquibaldo ou o geraldino, quando fores para a frente de teu computador descarregar toda a tua mágoa contida para com este ou aquele personagem. Apenas isso.”

.

Vendo-se censurado sem porquê, Cristiano esperou juquinha tomar seu leitinho, para ver se o humor melhorava, e enviou um comentário ainda mais polido. Nem assim! No reino de juquinha, só aquela boquinha torta tem voz, e Cristiano não pôde ver publicado seu novo comentário:

“Apesar de você ter CENSURADO meu outro post, volto a insistir, pois como disse no post CENSURADO, sou teimoso quando acredito ser necessário. Não sei o que é mais cômico, para não dizer trágico, Juquinha: você armar o maior circo por conta do Marquinhos jogar ou não contra o Palmeiras e nada comentar sobre o Wagner Diniz, na mesmíssima situação, evocando ética, ou realmente dizer que você acredita, como respondeu ao colega Thiago Ciaciare, que quem pagou a conta dos sacos de cimento desviados para a construção do estádio no jd leonor foi realmente o Bradesco e não os cofres públicos, quando um dos principais articuladores da viabilização da construção foi governador do estado, diretor financeiro do Bradesco e sócio do clube em questão. Tua ingenuidade não convence”.

.

E, finalmente, pulando de juquinha para o seu bezerrinho, acompanhemos as palavras do amigo Lula:

Mais um veto de Little Paul. Esse era óbvio:
“6-3-3 ?
By Paulinho
Camisetas com a inscrição 6-3-3.
Palanque montado no campo.
Troféus de patrocinadores.
Publicidade do título paga em jornais de grande circulação.
E o campeonato ainda não acabou.
Se der Grêmio não será fácil controlar a gozação adversária.
Contar com o ovo antes sempre foi arriscado.
Se vencer, ninguém se vai se lembrar.
Mas se perder…”
A resposta censurada:

“Sem papo furado, little Paul. O campeonato é forjado e não há risco disso acontecer. Ontem, Juca Kfouri, o ético, disse que o São Paulo “toma seus cuidados”. Quem diria: agora o ético defende o suborno!

Renato Maurício Prado disse “sentir-se um dinossauro”, pois a “ética do futebol mudara” e, nos tempos dele, “mala branca era um absurdo”. Ou seja, quando o framenguista era jovem, mala branca era anti-ético. Mas o SPFC muda até mesmo a ética dos éticos. Que chancelam gol de mão e simulação de pilhas e gás.

A turma do bem se considera de esquerda. Mas têm no DNA a perversidade dos reacionários dos quais descendem. Por sinal, andam cada vez mais alinhados com o clube da ditadura e dos senhores de engenho.”

E tome censura!

.

Read Full Post »

.

Segue abaixo, nas palavras do amigo Marcos, mais um exemplo fedido do comportamento passivo-agressivo daquela turminha – da rede dos juquinhas:

.

Eu tb fui censurado, inexplicavelmente, pelo Paulinho. Postei um texto apenas com argumentos e fatos concretos que demonstram toda a incoerência do pseudo-jornalista Juca.
Como meu comentário foi bloqueado, vou postá-lo aqui, logo abaixo. Como vcs podem ver, não há nada que mereça censura, não há agressões e nem xingamento ou palavra de baixo calão. E mesmo assim, ele censurou.
Isso não é atitude adequada para quem diz fazer ” jornalismo com credibilidade “, pois o público tem o direito de discordar de idéias e tem o direito de avaliar se um trabalho é sério ou não. Quem discorda, que apresente seus argumentos…. que mancada, Paulinho!!!!!

____________________________________________________

Paulinho e demais colegas blogonautas, este é mais um dos muitos exemplos que mostram de forma clara que este ” jornalista ” é um exemplo a não ser seguido ( além de uma fonte emisora de opiniões bem duvidosas, contraditórias, incoerentes e imparciais ). Vamos analisar as coisas.

No jogo Vasco x SPFC atuou o Wagner Diniz, que segundo a imprensa, já está contratado pelo time de Jardim Leonor. E, portanto, haveria aqui tb ” conflito de interesses “, seguindo-se a própria linha de raciocínio daquele blogueiro.

Mas isso ele omitiu. E fala somente do caso envolvendo o Palmeiras. Fato, no mínimo, estranho. É por isso que qualquer pessoa com um mínimo de bom senso e de senso crítico jamais poderia considerar esse senhor um jornalista confiável. Há poucos dias vc fez um post sobre isso e, de fato, as pessoas enxergam toda essa parcialidade e incoerência. A opinião pública sobre esse tipo de ” jornalista ” não poderia mesmo ser diferente.

E o pior é que não é só este exemplo, pois há muitos e muitos outros, os quais nem seria capaz de lembrar de cabeça, mas a título de exemplo, pra reforçar, comentemos mais alguns … ano passado, segundo a imprensa, tb o SPFC sacramentou a contratação do Joílson, então no Botafogo, no mesmo dia da partida entre SPFC e Botafogo, realizada no Maracanã. Não me lembro de ter ele dito que havia conflito de interesses.

E nem quando o procurador do TJD, conselheiro são paulino ( aquele que atuou como anfitrião do SPFC no jogo contra o Palmeiras, no morumbi, pela primeira semifinal do Paulistão, o que rendeu procedente reclamação do Luxemburgo ), apresentava denúncias contra técnico e jogadores do Palmeiras……

E nem quando se sabe que o presidente do STJD é conselheiro do Corinthians e pode julgar casos envolvendo não somente o seu próprio time, mas tb times rivais…..

Fica evidente que existe alguma estranha na ” conduta jornalistíca ” deste senhor. Nitidamente, há dois pesos e duas medidas…. incoerência…. parcialidade…. perseguição contra alguns….. proteção para outros……

No início do ano já pudemos presenciar algo semelhante. Ele publicou que o CT do Desportivo Brasil estava irregular, em virtude de algumas incompatibilidades com a legislação ambiental, o que vinha sendo fiscalizado pelas autoridades competentes. Até aí, tudo bem. Mas ocorre que o SPFC tb enfrenta problemas semelhantes, levantados pela ONG Morumbi Cidadania ( e aqui cabe o registro de que se não fosse por vc, nunca saberíamos de nada, o que realmente te dá algum crédito e te diferencia desse mar de lama da imprensa esportiva – com exceção do Estadão, que publicou UMA matéria sobre o assunto ), e o ” jornalista ” em questão, curiosamente, omite totalmente estas informações.

O motivo deste estranho e suspeito comportamento, não sei. Mas desconfio que não seja coisa muito boa…..

Uma coisa é certa: para jovens profissionais e estudantes, trata-se de péssimo exemplo. Exemplo de como não deve atuar um jornalista.

E para o público, exemplo do tipo de ” jornalista ” em quem não se deve confiar…..

Reflitam!!!!!

Marcos – palmeirasreidecopas@yahoo.com.br

.

Read Full Post »

.

maradona11

Clicando na imagem você descobre o excelente blogue do cartunista J.Bosco

.

Essa é uma caricatura que, decerto, não incomodaria El Pibe. Mas também é verdade que eu, ou você, ou qualquer filho de Diego pode encontrar isso aqui em 10 segundos, brincando no Google. E aí, querendo ou não, surge um dilema moral que deve ser discutido. Uma visão panorâmica do mundo de hoje nos revela uma onda gigante, constituida pela quantidade absurda de informação, arremessando-se contra rochedos persistentes, formados pela militância de inúmeros setores da sociedade tentando se preservar.

Mas é de perto que enxergamos os pequenos peixes esmagados nos corais, só por navegarem no lugar errado, no tempo errado. Quem é pai, consegue se colocar no lugar de Maradona, querendo proteger seus filhos de certos erros do passado; já o povo, dirá que Diego é uma figura pública e não pode simplesmente querer apagar coisas feias e belas que fazem parte da vida de todos nós. Mas há coisa muito pior, que nem se discute, pois qualquer leitor pode sentir o horror de uma criança explorada, anônima, em fotos espalhadas pela rede.

Portanto, é óbvia a necessidade de vigilância, de um código de conduta na internet e de punição para os que o violarem. Mas releia a última frase e troque “internet” por “sociedade”, e você vai perceber que o sentido não muda. Porque meu PC não inventou os abusos, os crimes, as calúnias… E para cada coisa dessas, já existem leis bem específicas.

As vantagens que se tiram do temor de toda uma sociedade, via de regra, só servem àqueles que precisam controlar a informação pelo princípio de preservar o instrumento que melhor se presta à manipulação de um povo. E, antes que me xinguem, isso vale para qualquer reino ou nação.

Lendo a matéria do Futepoca, você fica assustado.

Já há um advogado que achou o veio e ficou famoso. Aprendeu a calar até os mecanismos de busca que registram conteúdo “pornográfico ou difamatório”. Para tais casos, o Doutor Peña, que já faz escola pelo mundo, garante 80% de vitória para quem se sentir ofendido. E assim caminha a humanidade pela rede, vendo o sonho da “comunicação sem fronteiras” ser destroçado por tanques de guerra invisíveis. Destroem tudo pelo caminho e são cego como a Lei.

Na frente da minha casa, resiste, embora combalida, uma amoreira que plantei quando criança. A árvore vingou sem sustos e todo agosto/setembro era uma festa na calçada. Havia fins de tarde em que se via 4, 5 crianças penduradas nos troncos e galhos, “jantando” amoras. Até que a polícia, que andava atrás de uns moleques malas aqui do pedaço, descobriu que a amoreira era também o esconderijo noturno da erva que era vendida pra rapa toda. os Guardas-Belo não tiveram dúvidas: chamaram a prefeitura e serraram o meu pé de amora. Resolveram o crime.

Como esse mundo tá chato…

.

Gustavo, valeu pelo envio da matéria do Futepoca!

.

Read Full Post »

.

É, andava meio sumida nossa gloriosa seção que homenageia a rede da mediocridade e sua covardia para lidar com opiniões contrárias. Mas, depois de um tempo tentando se comportar como se tivessem alguma decência na cachola, os blogueiros da rede dos juquinhas já voltaram a censurar quem lhes desagrada.

Então, a gente volta a publicar..

Fiquemos com as palvras do leitor e amigo Lula:

.

O inferno é o limite para Juquinha. O nível cai a cada dia e hoje o vejo como um similar do asqueroso Flávio Prado – este insinua que Julio César, arqueiro da Seleção, é traficante de entorpecentes. Agora Juca também é vidente, junto com os chapas-brancas do Estádio 97, agora parceiros da Goldfarb, cujo herdeiro é empresário do Felipe, do Fábio Ferreira…
É a escória do bem.
Como não é possível responder ao Juca daqui, mandei duas respostas ao serviçal Paulinho, que tratou de censurá-las. Veja:

.

“Em 1995, o Palmeiras precisava duma vitória contra o Juventude, em Caxias, para avançar no brasileiro. O canalha são-paulino Flávio Prado passou a semana que antecedeu o jogo falando que o jogo estava arranjado para o Palmeiras, pois ambos os clubes eram da mesma patrocinadora. O jogo terminou 1 x 1 e o Palmeiras foi eliminado do campeonato. Nunca ouvi um pedido de desculpas do biltre, papagaio-de-pirata do dinheirista/despeitado/hipócrita maior Telê Santana.

O Palmeiras perdeu decisão contra o Guarani e contra a Inter de Limeira. Porque os times do interior eram melhores. Porque o alviverde sempre decidiu tudo na bola. Sem Aragão e sem comprar goleiro do Cianorte.

Rogério Ceni enfiou uma bola dentro do próprio gol, contra o Santo André, porque teve medo de enfrentar o Santos de Robinho e Diego numa semifinal de estadual.

O Juca, que prova ter caráter idêntico ao decadente Flávio Prado – empregadinho dos Machado de Carvalho -, não precisa se preocupar: lugar de cagão sempre foi do outro lado do muro. Since 1942.

Espero que você não tenha se contaminado e deixe passar meu post, Paulinho.

.

É, mas ele não deixou… E para terminar o post no espírito dessa coluna, recomendo esse texto do Chuta que é Macumba. Abraços!

Read Full Post »

.

Além deste blogue, já haviam vitimado meu amigo Cráudio, o alvinegro. O blogue Casa Verde também se viu impedido de postar, recentemente. E agora chega a vez do nosso amigo Christian ter sua Cruz de Espanha censurada. O excelente blogue Cruz Weblog, linkado nesse espaço há tempos, foi retirado do ar após um post onde o blogueiro basco melindrou alguma “otoridade” de plantão.

Está cada vez mais difícil expor idéias nesses blogues temáticos. E o cerco se fecha a cada dia…

.

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: