Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Cruz de Savóia’

.

Ao pé da letra é uma expressão que remete à capacidade de interpretação dos acéfalos; é gente que  só consegue entender literalmente aquilo que lê, porque não tem capacidade para ir além disso.

Infelizmente, burrice e mediocridade não são impedimentos para o sujeitinho ter banda larga…

.

Read Full Post »

.

Nota do Cruz: desculpem, mas é necessário; mais tarde voltaremos a falar de campeonato Paulista e de times grandes.

.

Há gente que, por conta da vida dura que teve, seja essa fruto do ambiente parco em que cresceu ou ainda por causa da pouca inteligência (consequência de gerações e gerações que vingaram em meio à subnutrição cultural) que não têm capacidade para interpretar um texto.

Quando isso acontece, esses coitados respondem e ameaçam um pensamento alheio pautados no complexo de inferioridade que faz parte de sua cultura pessoal. Portanto, faz-se necessário mais um post-esclarecimento dirigido aos imbecis de plantão, mais especificamente àqueles que têm banda larga e neurônios ínfimos:

em nenhum momento critiquei o Sport Recife por ser nordestino, naquele polêmico texto; aliás, na minha cabeça, nordestino não é um termo pejorativo, muito pelo contrário… Já disse aqui mais de uma vez que, na minha opinião, o Brasil seria bem melhor se Sul e Sudeste não existissem…

O fato é que ser chamado de nordestino é coisa que só ofende os simpatizante do time das putinhas, porque eles se acham melhores que o Nordeste todo: afinal, ‘ah, é Pernambuco’. E, lá em Pernambuco, eles se acham distintos dos verdadeiros clubes do povo. Portanto, eles se acham melhores que todo o Nordeste.

E chamei-os de putinhas (notem bem, usei o diminutivo do termo chulo) porque são time pequeno, se vendem fácil para ideologias descabidas de ‘modernidade’ e administração ‘diferenciada’ disseminadas por um certo time escroto do ‘sul-maravilha’. Repetem suas acusações contra nós, feito papagaios-de pirata. E saem de esquina em esquina espalhando boatos e suspeitas de conspiração, fofocam de rua em rua enquanto mostram a bunda, se achando lindas. São putinhas.

E o time é do Nordeste, como poderia ser do Centro-Oeste.

Mas gente burra é gente burra, fazer o quê com cabecinhas desse tipo? Não posso responder a quem não me entende, por isso quero reproduzir aqui um comentário de um torcedor do Santa Cruz, feito dentro do polêmico post. É perfeito e resume tudo que quero dizer sobre esse timeco nojento.

Leiam isso com atenção:

.
SANTA CRUZ
Sou de Recife e sou torcedor do SANTA CRUZ.

Vocês sabem como o Sport conseguiu essa “HEGEMONIA” no estado de Pernambuco? Vou lhes responder:

BASTIDORES!

Explico: Ao contrário do que eles gostam de parecer ser (defensores do nordeste, de pernambuco, etc) na verdade, foram deles o voto que VETOU a entrada do Santa Cruz no clube dos 13. (único voto, exigi-se unanimidade).

Dessa forma, recebendo aproximadamente 15 milhões por ano (muito dinheiro para a realidade local), enquanto o Santa Cruz recebe ZERO, fica fácil, MAS MESMO ASSIM NÃO CONSEGUEM VENCER UM CLÁSSICO (última vitória deles foi em 2006). A camisa PESA!

Afora isso, tentam o tempo todo reforçar o time com jogadores do SANTA CRUZ. Todo jogador que se destaca no SANTA CRUZ eles tentam contratar. (cléber, osmar, andrade, junior maranhao, rosembrick, carlinhos bala, thiago matias.. etc etc)

ESSE JOGUINHO DE BASTIDORES FAZEM VOCES LEMBRAREM DE ALGUM TIME? eu lembro, os bambis.

OUTRO DETALHE: Sport aqui é time de MODA. Sua torcida é arrogante, chata, porém não chega aos pés da torcida do SANTA CRUZ quando o assunto é SER FANÁTICO. Voces lembram de algum time? Eu lembro dos bambis.

O Presidente da Federação Pernambucana de Futebol é torcedor fanático das putinhas, e é um mal carater. Jogo sujo nos bastidores é com eles mesmo. Voces lembram de algum time? Eu lembro dos bambis.

O sport, ou melhor “a coisa” (como é conhecido na cidade) é um time de PUTA.

Saudações Corais, do maior clube de Pernambuco.

.

.

Agora entendam como nasceu a revolta do blogueiro que vos escreve, conferindo dois textos que saíram na grande mídia (ambos são pautas geradas pela diretoria do time pequeno):

.

 

do blogue do Cosme Rímoli:

Sport Recife e Palmeiras já estão em pé de guerra.

E o primeiro golpe foi pernambucano.

Pelo menos na sede da Conmebol.

Chegou na entidade sul-americana o ofício enviado pela equipe nordestina exigindo um árbitro estrangeiro para a partida do dia 8 de março.

Como prometia a diretoria do Sport, a alegação foi forte, uma acusação.

A de que o técnico Vanderlei Luxemburgo contrata importantes juízes brasileiros para palestras bem pagas no seu instituto de futebol.

De acordo com os pernambucanos, o técnico banca de R$ 4 mil a R$ 5 mil por palestras no IWL.

E que isso colocaria sob suspeita toda a arbitragem nacional.

O Palmeiras se defende alegando que as palestras foram dadas apenas por alguns árbitros e que não se pode punir todos.

No clube paulista se acredita que a diretoria do Sport quer um juiz não brasileiro por, teoricamente, permitir uma partida mais pegada, com mais faltas duras.

Essa seria uma vantagem para o time de Nelsinho Baptista, mais experiente e menos técnico que o Palmeiras.

A situação que já estava tensa, ficou pior com a vitória de ontem do Colo Colo diante da LDU.

As chances palmeirenses de classificação diminuíram.

Vencer em Pernambuco virou mais do que obrigação.

Os dirigentes nordestinos estão esperançosos.

Lembram que os dirigentes gremistas brigaram pela mesma coisa em 2007 contra o Santos, na época, dirigido pelo mesmo Luxemburgo.

E que eles conseguiram escalar o paraguaio Carlos Torres.

O time gaúcho passou pelos santistas e chegou à final da Libertadores.

Mesmo que seja designado um juiz brasileiro, o Sport Recife já é considerado vencedor nos bastidores.

A pressão sobre ele seria enorme para provar que o alto cache das palestras no IWL não o interessam.

A desconfiança já está no ar.

(Em tempo. O assessor de imprensa e do treinador Vanderlei Luxemburgo, Luís Lombardi se manifestou. Ao ler o post, ele telefonou e fez o seu depoimento.

“No instituto, os convidados não recebem dinheiro algum. O instituto não serve para fazer lobby. Só levamos ex-árbitros, não árbitros. O que está sendo divulgado em Pernambuco não é verdade. Faz parte dos bastidores da Libertadores.”)

.

E tem mais esse aqui, que beira o ridículo, de tanta desinformação que oferece:

.

O Futebol Pernambucano por Carlos Delamare

Mar/10/2009 – 14:08:52

ATÊNÇÃO (sic) TORCEDOR DO SPORT: LUXEMBURGO PODE QUERER GANHAR ESTA PARTIDA NO “TAPETÃO”.

ENTENDA AGORA.

WANDERLEY PODE ESTÁ PRECISANDO DE ACOMPANHAMENTO PSICOLÓGICO.

Ele se preparou a vida inteira para ser, um técnico de ponta, ser um campeão mundial pela seleção,ou ser campeão de uma libertadores por exemplo com um clube nacional ou não, um campeão Europeu, e nunca conseguiu um título de expressão como estes citados. portanto, esses fracassos, fizeram dele um ser altamente desequilibrado emocionalmente.uma frustação interna. e o que se vê em toda partidas é isso, um ser ignorante, revoltado,soltando o verbo contra tosos. Sempre vemos essa imagem acima. E essa imagem, nao denota um comportamento normal!

Assim, a julgar pelos últimos resultados do palmeiras, não podemos esperar outra atitude do técnico palmeirense, se não a manipulação de resultados.

Todo mundo sabe que o técnico alvi-verde, está com a corda no pescoço, além disto, há outros motivos que nos fazem acreditar em possível jogo sujo para esta partida, são eles:

O técnico palmeirense, jamais venceu o sport em toda sua carreira.

O palmeiras fez altos investimentos, e necessita urgentemente de resultados, não estão conseguindo em campo, tentarão extra campo.

Vanderlei Luxemburgo tem acesso a todo quadro de arbitragem do país. Por isso é preciso a mobilização de todo torcedor rubro negro pernambucano para esta partida crucial nos objetivos do sport.

Sinal de alerta aceso! Luxemburgo poderá usar de qualquer artifício para conseguir a vitória na ilha, porque dentro de campo todos já sabem que o sport é infinitamente superior.

Em São Paulo mesmo, o palmeira é tido como time mediano, que apenas figura na competicão local para fazer numero. todo Brasil sabe que quem domina tudo lá, é o Sao Paulo, depois vem corinthians, santos, portuguesa, e aí depois se não me falha a memória aparece o palmeiras.

moral da história, sempre foi saco de pancada paulista.

esse time tem condições de ganahr (sic) do sport?

alias, ter tem, extra campo claro!!!

O alerta foi dado.

(…)

.

Ou seja, é com essa gentinha com complexo de empregada doméstica é que estamos lidando: e quem fala o que quer, corre o risco de escutar o que não gosta (ou aquilo que não tem capacidade intelectual para interpretar).

Dito tudo isso, gostaria de afirmar ainda uma vez mais:

O Sport Recife é time de puta. E seus simpatizantes (notem que não disse ‘torcedores’) são as putinhas do Nordeste.

E se alguém tem direito de se sentir discriminado pelo referido post, esse alguém são as putas de verdade, aquelas que pegam no batente toda noite. A elas, deixo minhas desculpas por não ter encontrado um termo que definisse melhor um timinho que se vende tão fácil…

.

Recomendo a leitura do texto de Barneschi, para encerrar a celeuma.

.

 

 

 

 

Read Full Post »

.

15

Clique para ler o comentário na íntegra

.

Este post ressurgirá ocasionalmente, sempre que algum dos nossos brilhantes comentaristas aparecerem com um toque de genialidade feito esse: é coisa que não se pode deixar perder no tempo…

.

Read Full Post »

..

.

O Palmeirense acima é Márcio Morollo Netto, e essa foto faz parte de uma sequência genial enviada pelo pai Márcio ao Mural Palestrino. Pela carinha de capeta e pelo sangue nos olhos, elegi Marcinho o mascote oficial do Cruz! Entrem lá e vejam a sequência, vocês hão de concordar comigo que temos por aqui um torcedor-símbolo!

Falando nisso, amici, só hoje mais de 20 fotos (e nosso primeiro vídeo) foram adicionados ao nosso Mural da Memória Verde: faça parte da história, mande também seu arquivo!

Vamos nos lembrar da brincadeira:

* Você foi ao jogo, encontrou um ídolo, ou foi conhecer o CT e fez fotos, filmou?

* Você se reuniu com Palestrinos de primeira para um churrasco e tirou fotos ou fez um vídeo?

* Você vestiu a família inteira com o Manto Sagrado e quer documentar para a posteridade?

* Então mande para o Cruz e faça da sua lembrança um registro histórico!

* Todas as fotos e vídeos serão publicados, somente não se esqueça de nos passar as referências, para que esse registro não se perca no tempo:

– que jogo foi? qual a história?

– você tem a data?

– quem são as pessoas na foto?

* Atentando para esses pequenos detalhes, podemos construir um divertido e gigante álbum de recordações do sentimento Palestrino! Mande que a gente publica! A página já tá bonita demais!

.

Read Full Post »

.

QUE CAZZO É ESSE BLOGUE?!

.

Read Full Post »

..

Amici: abaixo do texto que digito, segue o “print” da página inicial do WordPress de hoje, 05/01/09, faltando 4 minutos para o fim de mais um dia de batalha árdua. Nela você pode conferir a “classificação” do dia, feita pelo robô que “ranqueia” os blogues escritos em língua portuguesa (no que se refere à audiência, somente).

É verdade, trata-se do tipo de medição mais pontual e fugaz que existe, mas, ainda assim, revela que andamos certo em nosso escracho por aqui, eu e vocês: a máscara da Borboleta vai cair, eu prometo, no próximo post, graças à colaboração que já chegou e que está chegando em forma de comentários. Não parem.

Continuemos combatendo os trolls em seu próprio campo de batalha, dentro do post Coleção de canalhices.

Explico-me, em poucas linhas:

depois de um dia infernal, do qual vocês não têm de tomar ciência, queimou meu PC pessoal, coisa que afeta a todos nós. Praga de quem?

estou escrevendo (e adentrando a madrugada) dentro de uma Lan-House fedida e insuportável, somente para lhes trazer tal satisfação: daqui é impossível raciocinar e tecer posts agendados para o dia de sexta.

passarei essa sexta, para piorar, empenhado em conseguir a renovação do meu passaporte – portanto não posso prever quando desembarco por aqui.

(Alô, empresários Verdes: o CRUZ NÃO TEM NOTEBOOK, LAPTOP, NEM OLIVETTI PORTÁTIL!)

façamos desse infortúnio uma oportunidade para marcar época: coletemos (como já fizemos ontem, de maneira inédita) os argumentos míopes e enviesados da geração VITRINE (Alô, Barneschi!), de modo a construir a memória de um tempo que será, ao certo, esquecido e engolido por gente mais nobre, gente que virá depois de nós. A gente que realmente importa, pois que serão nossos filhos.

NÃO DEIXEMOS QUE NOS CALEM, ESSES IMBECIS DO AGORA!

Eles não vão parar de poluir nossa conversa amistosa, e nós não perderemos a cabeça – mas não faremos silêncio.

O que já colhemos até aqui, no tal post, é inacreditável. É um registro para ser analisado por sociólogos em algum ponto do futuro, creiam.

Prometo que tais registros irão resultar em uma compilação memorável quando eu voltar, nem que tenha de postar da casa do Judas, no dia de sábado.

Continuem com a gente hoje, e um puzta abraço sincero do Raphaello!

E obrigado!

.

.

Post Recomendado

Mais →

Coleção de canalhices

. . Atendendo sugestões dos colaboradores, abro este post para colher as várias declarações esfarrapadas da Borboleta Monarca a cada frango que ela engole ao longo dos tempos. Quem se lembrar, deixa a frase pra gente. Vale pérolas do […]

Read Full Post »

.

Amici, é só seguir o Cruz de Savóia no Twitter para acompanhar em tempo real os lances de Potosí e Verdón nas alturas! A dica é válida para quem estiver sem SporTV por qualquer motivo. Abraços!!!

.

Read Full Post »

.
Palaias e Gualtieris à parte, este blogue se confraterniza com a torcida Palestrina, com sua alegria e esperança – e se orgulha de ter ajudado um pouquinho a concretizar todo esse sentimento; assim, fica também meus aplausos para os mais de vinte blogues dessa rede que contribuíram para validar o sentimento de uma torcida e a indicação de Belluzzo.

Agora é torcer pelo óbvio.
.

Read Full Post »

.

Belluzzo nos braços da torcida:

.

.

Do canal Parmerista!, no YouTube.

.

Inscreva-se na Videoteca do Cruz de Savóia. Demora 10 segundos, não custa nada e você tem acesso a mais de 200 arquivos de vídeo (o número cresce diariamente) sobre o Palmeiras e futebol, todos devidamente organizados nos seguintes canais:

.

.

Read Full Post »

.

CS

.

Esses são nossos números somente no wordpress. Antes disso, ficamos mais que o dobro desse tempo hospedado no blogspot, onde as visitas somaram 40% do total conseguido somente aqui.

Muito obrigado, blogger, pela censura. E obrigado a todos que por lá denunciaram esta página na tentativa de nos calar à força, porque a ajuda foi grande…

Ironias de lado, nosso sincero agradecimento a todos os amigos e colaboradores que não se esquecem deste blogue – tentamos retribuir não esquecendo de estar aqui nem um dia.

Continuemos juntos, e voemos mais alto…

.

Read Full Post »

.

E aí está, amici! O presente natalino deste blogue é uma homenagem especial do cérebre cartunista Emílio Damiani para todos os leitores desta página. Grande Emílo, mais uma vez, muito obrigado!…

O cansaço me venceu em um dia imprevisível de um ano insólito – por conta disso estou adiantando este post.

E quero aproveitar a data para agradecer a confiança dos amigos que ganhei por aqui; esta relação diária, com todos vocês, me fez amadurecer como se tivessem passado alguns anos em minha vida. Nada que eu escreva daqui por diante retribuirá a riqueza que vocês me proporcionaram com esse convívio.

Revelo, na última hora (pois só tive certeza hoje), que compromissos profissionais farão com que eu precise de muita ajuda para manter este blogue vivo em 2009. Contarei, para tanto, com a análise certeira de Palestrinos apaixonados que quiserem colaborar com nosso conteúdo: vocês, leitores. Sim, a partir de hoje, este blogue está aberto a quem tiver o que dizer. Nosso e-mail está ali em cima!

E falaremos mais sobre isso… Agora, sem lero-lero, o prometido:

.

divino

.

Todos que já aderiram ao perfil do Cruz de Savóia no orkut (não é necessário ser membro da comunidade/fórum reservado) poderão baixar esta pérola num tamanho bem maior e em alta resolução, diretamente do álbum “Divino”.

Para quem ainda não nos procurou e também quiser o cartoon grande: é só passar lá e solicitar a inclusão de seu perfil entre nossos amigos; mesmo que eu viaje, entrarei ocasionalmente na web, somente para aprovar as novas adesões.

Emílio: simplesmente SENSACIONAL!!!

E o artista fez mais! Enviou-nos um “chorinho” de respeito, olhem só que caricatura essa:

.

Dener, imortal:

dener

.

Amici, agora só me basta desejar-lhes um Feliz Natal e um ano-novo cheio de grana, saúde e vitórias, dentro e fora de campo. Voltaremos a postar, com a ajuda de vocês, logo após a virada do ano.

Um abraço enorme e sincero,

Raphael.

.

.

Read Full Post »

.

Desculpem se pareço deslumbrado; mas é meia-noite e meia agora e, pela primeira vez, um post desse blogue atinge o topo do ranking/wordpress em acessos (em países de língua portuguesa). Tá certo, o avançado da hora deve ter ajudado, bem sei… De toda forma, como não sei reproduzir páginas, copiei e colei o que pude para reproduzir o fato.

E olha, não poderia ter acontecido com um post melhor do que esse, hehehe…… Tomara que os juquinhas sofram de insônia, como este que vos digita!

.

Post do Momento

Mais →

Read Full Post »

.

Informo aos amigos desse blogue que estarei convidando os leitores e comentaristas mais assíduos para participarem da recém-criada Comunidade Cruz de Savóia, que dispões também de um fórum para discussões. É possível que não tenha o mail de todos e, como a comunidade é moderada, mande-nos um e-mail para participar caso não seja notificado em breve.

E como esta página te recebido muita colaboração de leitores, que nos enviam notícias quentes no decorrer do dia e enriquecem nosso conteúdo, cadastrei-me neste Twitter para poder receber mensagens de texto, via celular, das notas bombásticas que chegarem.

Abraços, amici!

.

Read Full Post »

.

Antes de mais nada, vamos nos ater a relatar o grande evento desse fim de semana, o JOGO DAS BARRICAS:

Foi uma delícia!… Palestrinos e alvinegros conversando “que nem gente” a respeito de futebol, batendo uma bola, comendo um churrasco, bebendo umas e outras e dando risadas! Provocações e gargalhadas. Foi a coisa como deve ser, pois esse é o espírito do calcio: socializar e unir paixões, viver a vida intensamente, debater emoções. Entregar-se. Foi uma alegria só!

.

O RESULTADO:

13 x 11 para a esquadra gambática. É, perdemos… E, como bom amendoim que sou, vou enumerar, àqueles que não estiveram presentes, os motivos que nos tiraram a vitória nesse projeto-piloto (sim, haverá mais jogos das barricas…).

E toca a corneta:

.

1) Blogueiros maledetos!

Esse foi o motivo primordial do nosso insucesso, pois nossa escalação ficou prejudicada. Disseram que iam, e não foram. Vergonha!!!

Onde estava o “Carcamano goleirão?” Tomei um frangaço histórico – enquanto xingava a mãe dele. Devia estar pagando pau para sua amiga imaginária, a Laís!

Aliás, caso ela exista, um beijão do Raphão!

E onde foi parar o “titiozão”? Parmerista dos inferno!, disse que jogava em qualquer posição, mas não jogou em nenhuma! Empenhado que estava com a turma da Mônica e os planos infalíveis do Cipullinha para virar dono da lua, nem sequer compareceu!

Barneschi e André, ou ForzaPalestra e Blog do Meu Saco, caros irmãos: vão dar o cu na zona!

.

2) As Ronaldetes sairam ganhando de 5 x 0.

Coisa de um gol por minuto. Achamos que ia ser um vexame histórico, mas aí…

…o time da virada começou a reagir e encostar no placar. Sem desistir jamais!

E, quando fizemos 11 (reduzindo a diferença para 2 golzinhos, apenas), começamos a nos comunicar em portunhol coloquial, sabendo que só isso já faz tremer as pernas do adversário.

O problema é que tremeram demais, e os tais alvinegros promoveram então um cai-cai vergonhoso, que impossibilitou a sequência do espetáculo. Todo mundo se machucou e caiu no chão, assim, de repente!… Um vexame, mas a taça é deles.

.

3) Por conta disso tudo, tivemos que escalar dois napolitanossangue-ruim“:

o Luigi e o irmão do Luigi.

E um preconceito histórico impediu, durante toda a partida, que esses dois lazarentos passassem a pelota para os dois calabreses bons de bola, Ademir e eu. Os caras queriam comer a bola, no sentido literal! E aí o jogo não fluiu…

Brincadeiras a parte, foi só um teste, e em Maio-09 a desforra será incrustada na memória dos fregueses! Aguardem e prestigiem novamente (foi um sucesso de público e renda, para um primeiro evento)!

.

O MOTORADIO!

.

Não há dúvidas quanto ao destaque da partida! Toda a crônica esportiva presente elegeu, por unanimidade, Cruz de Savóia como o craque do jogo! Ele leva o Motoradio porque, além dos 3 golaços, foi a alma Palestrina presente no gramado.

“Graças a Deus, a gente tem treinado bastante e esse é o fruto do nosso trabalho. É um trabalho de equipe, seguimos as orientações do professor e o mérito é de todos os jogadores… Vamos seguir treinando forte e concentrados.”, disse o consagrado meia, espontâneo e original como de costume.

“Eu quero dedicar esse rádio ao Senhor Jesus”, completou o 10…

.

AS AMEAÇAS VELADAS…

.

…não se concretizaram. Vejam abaixo uma mui pequenina amostra de e-mails que recebi durante a semana, após a divulgação do evento. Ressaltei os nicknames, que são a cereja do bolo:

.

SS
SS@hotmail.com
189.38.216.58

(…)

Valeu, Raphael. Esperamos lá no jogo , que vc nos passou o local por email.

Vc nao sabe como suas informacoes nos foram uteis.

Estaremos la.

Abraços.

.

KKK
KKK@yahoo.com
189.38.216.58

obrigado pelos dados enviados por email.
Nós estaremos presentes.

.

E por aí vai… Mas não apareceram, as rogérias. Cagaram-se como sempre. Assim como esperaram os 47 do segundo, contra o Goiás, para gritar “é campeão”. Porque se cagam, endemicamente.

Cuzões sem alma, só isso.

Cadê vocês, fofoletes?… Que pena que não tiveram os bagos necessários para aparecer lá… Que pena.

.

Amici, aguardem a publicação das fotos do evento.

..

OUTRAS COSITAS

.

Esse blogue, pelo seu perfil, têm pecado pela omissão. Deixei de comentar duas notas essenciais: o desaforo do blogueiro-laranja contra os autores do Observatório Verde, bem como a AG de sábado no Palestra e suas implicações políticas – dentro e fora dessa Mídia Verde.

Mas tá tudo aqui (na cachola da Calábria). Não posso postar agora, pois, se falar o que penso com o sangue nessa temperatura, aparto meu blogue dessa rede.

E, confesso, é uma coisa que tenho pensado em fazer; continuar falando de Palmeiras e outras coisas, por aí afora – e estava disposto a fazer isso hoje.

Mas por hora vou me controlar, pois o CS não merece sair daqui pela porta dos fundos. O blogue tornou-se maior e melhor do que eu, e tenho que respeitá-lo, coisa que nem todos fazem…

Então, um pouco de paciência, amici… Tudo a seu tempo.

.

Read Full Post »

.

Palestrino, questa stagnazione, no? Como é triste quando o Parmera está de pneu murcho…

Tão triste que resolvi me jogar confete! Após receber um depoimento para lá de bacana do amigo e leitor Natan Cavalera, percebi que faltava por aqui um “guest book”, até para apresentar melhor nosso Cruz aos novos amigos que forem chegando.

A página já foi para o ar, você encontra o link acima do cabeçalho. Fiquem a vontade para deixar qualquer palavra sobre nosso espaço ali nos comentários, que depois eu “subo” o texto.

Para dar início a esse registro, escolhi entre mais de 3000 comentários aqueles que deixaram sua opinião a respeito do blogue como um todo, incluindo aí a impressão de amigos corinthianos e – acreditem – até o nemice tem voz nesse espaço.

É isso. No mais, até os céus andam chorando por esse fim de semana sem emoção no Palestra. Chuva, tédio, tristeza… Que o sol brilhe em São Januário, ao menos…

Saudações Alviverdes, amici!

.

Read Full Post »

.

Sim. Uma coisa que posso dizer de boca cheia a respeito desse blogue (pois todos os leitores irão concordar) é que não estou aqui para fazer média.

Já falei muita merda, é verdade, sou o primeiro a reconhecer. Mas não vou deixar de emitir minha opinião sobre o Palmeiras quando algo me incomodar, não importa quem eu desagrade. Não aqui, não nesse espaço.

Feita essa introdução onanista, quero deixar registrado: o que vi acontecer ao longo dessa semana com o Verdão é inédito para mim. Nunca vi algo parecido atingir nenhum time de futebol, e sei que vai demorar para aparecer um exemplo similar.

Em dias alternados, a diretoria, o técnico e goleiro abandonaram a torcida, que ficou gritando “Porco” à beira do precipício onde acaba o mundo.

Vamos começar por cima, por aquela gente que passou os últimos meses se vangloriando de ter ganho mais recursos no STJD do que os outros clubes, como se o Brasileirão tivesse uma tabela paralela ranqueando a competência e soberba dos advogados de cada clube. Porque, quando chegou a hora do “pega-pra-capar“, essa mesma esquadra, que entra em campo de paletó e gravata, negou fogo. Foram pegos de surpresa com a suspensão de Diego, ao contrário do Grêmio quando foi punido (diga-se de passagem, com mais severidade).

Tudo por conta dessa vaidade que gerou a falsa certeza que ninguém atingiria o Palmeiras… E porque não são palmeirenses (trata-se de gente que ganha por hora), foram incapazes de associar os fatos; não puderam perceber que não aconteceu por acaso aquela expulsão de Diego, em outra partida decisiva, há pouco tempo, aos 6 minutos de jogo.

Quanto ao técnico que orienta nossa esquadra, vou me abster de emitir outra nota, por enquanto. Porque tenho certeza que ninguém, nesse espaço Verde, atacou Madureira de forma tão virulenta como eu, há pouco tempo atrás, antes do jogo de volta contra a ridícula Lusa. É que àquela altura ninguém deu bola, mas não vou me repetir.

Hoje quero mesmo é falar de Marcos, o Santo de todos nós. Também sei, antes de mais nada, que ele representa a paixão cega dessa torcida e é o maior ídolo que o Palmeiras viu nascer nos últimos 35 anos. Muito mais ídolo que Edmundo, a quem amo incondicionalmente.

Mais que isso: Marcos, em forma, foi o maior goleiro de seu tempo, em toda a esfera da bola. E, se levarmos em conta os progressos da preparação física que mudou o calcio nas últimas décadas, posso dizer, sem medo de vomitar aqui um exagero, que Marcos foi o melhor arqueiro do mundo de todos os tempos. Quem viu, viu.

Por saber disso e um pouco mais, sempre relevei as falhas de Marcos, até porque, foram raras. Contra os ingleses, por exemplo: quem precisa ganhar um jogo na neve, de manhã, valendo um jipe toyota, depois de eliminar o Corinthians de duas Libertadores?

Só as bonecas, que precisam se vender na vitrine, nós não… Por isso, dane-se! Não quero saber se ele falhou em um amistoso no Japão… Nem quero saber se ele chutou o balde naquele jogo em que tomamos 7 gols em 2003, porque ali a razão estava com ele.

Mas, de novo, não estou aqui para fazer média. E tenho um nojo visceral de quem tenta sempre agradar a maioria.

Quando Marcão falhou contra o Flu, eu o defendi. Achei que a arbitragem foi tendenciosa, e que o braço de Washington confundiu os reflexos de nosso arqueiro. Mas, para minha surpresa, vi o Santo sair de campo acusando o golpe. Em uma entrevista descabida, atirou a responsabilidade sobre todos os seus companheiros – e desviou a atenção da mídia, que mal falou daquele primeiro gol no Maracanã, a não ser pela polêmica decisão do árbitro.

Por aqui, engolimos seco. Somente porque Marcos, para um parmerista como eu e você, é Deus.

Mas agora chega. Vamos rasgar os véus da paixão e falar com todas as letras: o que Marcos fez domingo, não se faz no futebol. Mais, não se faz em um ambiente de trabalho, por respeito aos colegas de profissão.

Não pelo peru, que, aliás, foi grotesco (ah, se fosse o Borboleta, quanto sarro não estaríamos tirando…). A atitude após o frango é que foi deplorável.

O arqueiro veterano sabe que a bola entrou porque ele teve um reflexo retardado, mal calculado, e não me interessa se isso foi fruto da idade ou da falta de concentração. Ele sabe que falhou feio – e, mais uma vez, o que incomoda não é isso.

Porque, se o Palmeiras perdesse por 1 x 0 só por conta daquele lance, ninguém aqui estaria lendo isso. Ninguém apontaria o dedo para nosso Santo Imortal por conta de uma falha passageira… O que me revolta é o que aconteceu depois.

Acorda, Palestrino!

Vamos parar com essa ilusão de querer acreditar que aquele arrobo de atacante foi um ato heróico, ou um protesto, ou uma doação de uma alma palmeirense pela camisa que veste. Marcos simplesmente fez o que havia feito há poucas semanas: falhou e transferiu a responsabilidade para os seus companheiros. E, como já havia falhado e criticado todo mundo, se viu exposto e com receio de ser cobrado: então partiu para o ataque, contando com o apelo emocional que tem junto à torcida, evocando seu carisma para livrar-se de uma situação constrangedora e salvar somente a si próprio.

Havia ainda 16 minutos de bola para rolar quando ele partiu pela primeira vez ao ataque. Se contarmos os 5 minutos de acréscimo, vamos a 21, tempo suficiente para afunilarmos um adversário no Palestra.

Mas não… O time todo se desestruturou, somente para assistir, enquanto era desmoralizado, ao espetáculo de um homem só, que era consagrado como herói por 26.000 crentes.

Para o resto do grupo, vaias.

Sei que não vou agradar ninguém com esse texto, mas também não sou Marcão, não quero agradar a massa enfurecida. Quero só reafirmar que poucas vezes vi em campo um jogador tomar uma atitude tão cafajeste.

.

Read Full Post »

.

olho_vivo11

.

É difícil controlar o bom senso e as emoções nessa reta final de Brasileirão, ainda mais se levarmos em conta as circunstâncias da tabela. De todo modo, o amigo e leitor poderá notar algumas mudanças no comportamento dessa página nos próximos dias.

Assuntos mais sérios entrarão na pauta de todos os palmeirenses nesse ano que se aproxima. Mais que isso, assuntos que competem a todos os cidadãos paulistanos, uma vez que estamos falando agora de dinheiro público.

A pretexto de se viabilizar São Paulo como sede da Copa-2014, sanguessugas de plantão começam, desde agora, a dobrar as mangas da camisa e salivar sobre as verbas públicas como se vissem o último prato de comida. Além disso, elegemos vereadores ligados à agremiações esportivas que têm a simpatia do prefeito eleito…

É nosso dever e nossa salvação, como diria o padre, vigiar de perto o destino e a legalidade das verbas que serão liberadas. E farei isso diariamente, tenho certeza que na companhia de muitos amigos dessa Mídia Verde. Não é possível permitir que abusos aconteçam novamente. Não é mais admissível no Brasil de hoje, com cidadãos bem informados e com tantos instrumentos de comunicação e denúncia à nossa disposição, assisitirmos passivamente a uma instituição privada se aproveitando de sua influência nos corredores do poder público para enriquecer, ou aumentar seu patrimônio, como era de praxe em outros tempos.

Mas, para que essa insignificante página tenha realmente alguma utilidade quando for prestar esse serviço, alguma coisa por aqui terá que mudar; crescemos bastante, e falo isso com orgulho. No entanto, mais leitores significa uma gama maior de pessoas que o editor pode ofender, acidentalmente, ou não. Para evitar essa saia justa, o primeiro que coloco sob vigilância é meu temperamento. Ou seja, evitarei ao máximo qualquer ofensa direta ou palavras de baixo calão, a partir de já.

Tenho certeza que isso não significa ser menos incisivo no trato com o inimigo. É apenas uma precaução, que evitará o bote de oportunistas de última hora tentando jogar por terra a credibilidade desse espaço. Além do mais, não posso colocar em risco um trabalho bem maior e muito mais significativo, que é toda a rede de sites que formam a Mídia Palestrina. Gente mais séria e competente que eu não pode ser julgada, como foi esses dias, por conta de um blogue apenas que queira assumir uma posição mais extremada.

Peço a todos nossos comentaristas que também tenham isso em mente.

Feita toda essa longa introdução, vou me antecipar e deixar aos amigos algumas ferramentas essenciais para que o cidadão acompanhe o trato da coisa pública. Começo deixando alguns links que compõe o cerne da mídia no Brasil, porque se tem alguém que deve ser acompanhado de perto nesse cenário que propomos é a imprensa; ando vendo uma certa benevolência dos órgãos de comunicação com algumas instituições que estão descaradamente tentando obter vantagens financeiras para seus clubes privados. E essa turma, mais que ninguém, precisa saber que tem gente de olho neles:

.

E mais esses aqui:

Alguns são muito úteis para se entender os mecanismos da imprensa, ou como se formula uma petição, ou como embasar uma denúncia com eficiência. Links de acesso a órgãos públicos, instituições financeiras, donos de veículos de comunicação e/ou instituições privadas, como clubes esportivos, também serão disponibilizados aos leitores, à medida em que formos nos aprofundando no assunto.

Finalizando, aviso aos amigos que, assim que o Brasileirão terminar, começaremos a publicar uma página especial, que vem sendo preparada com carinho há algum tempo, contando a História do mais glorioso e honrado clube do Brasil, o Palestra Itália. É uma página valiosa e condizente com o perfil desse blogue, então não se espantem se até o layout mudar por aqui – pois estamos buscando “uma cara” mais verde.

O Bolão está atualizado, amici! É hora de apostar!

Read Full Post »

(Resposta de Fábio Lucas Neves à nossa amiga e leitora)

.

De: fabio.neves@terceirotempo.com.br [mailto:fabio.neves@terceirotempo.com.br]
Enviada em: terça-feira, 4 de novembro de 2008 18:28
Para: Mi
Assunto: Olá

Olá,

Aqui é o Fábio Lucas Neves. Um jornalista que admite quando pegou pesado.

Fui alertado por um internauta palmeirense que escrevi o que não devia.

Quando resgatei o e-mail, percebi que devia à senhora um pedido honesto de

desculpas.

Dona Erminda, querida, a frase do Joelmir é linda. Conheço o seu

significado. Minha mãe, meu avô, meus tios, a família da minha mulher, o

padrinho da minha filha mais nova e grandes amigos são palmeirenses. Sou

descendente de italianos da região da Sicília. Por isso, os discípulos de

São Marcos estão a minha volta.

Minha cara, na resposta ríspida, quis dizer que a guerra já acabou. O

sentimento de revanche é coisa do passado. Estamos em outro século!!!

Hiltler morreu!!! Não precisamos pegar em armas!!! Ainda bem!!!

O Cruz de Savóia pega pesado, como você admitiu. Então, minha senhora,

alerte os autores do blog. O ódio ao São Paulo não pode ser maior do que o

amor ao Palmeiras. Não vivemos uma Guerra Santa!!!

Até parece que o São Paulo é Israel, e o Palmeiras, a Palestina!!!

E mais: por falar no pessoal do “quibe”, como os detratores do Mustafá se

referem a ele, o ex-presidente não foi expurgado do clube pelos

torcedores, mas sim em uma manobra política, feita pelos conselheiros.

Aliás, há muitos sócios são-paulinos e corintianos no Palmeiras.

Dona Erminda, se possível, aceite o meu pedido de desculpas. Honesto,

sincero, sem mágoas. A senhora poderia ser minha avó! Uma palmeirense!

Sem mais,

Fábio

Read Full Post »

.

Bom dia, Palestra! Deixei aqui linkado ontem uma matéria que tratava ora com despeito, ora com calúnias a iniciativa da Mídia Palestrina. Texto capenga que ofende muita gente e tenta reafirmar a mentira de 1942 e o preconceito contra os oriundi, contando como se fosse verdade absoluta aquela historinha de que nossos antepassados eram contra o Brasil, apoiando a Alemanha e o nazismo de Hitler.

Achei que se tratava de uma provocação inconsequente, mas dadas as respostas que o sujeito mandou aos nossos leitores indignados, que cobraram dele (com argumentos) uma explicação, percebo agora o ódio bem real que certas pessoas nutrem pelo Palmeiras. Algumas respostas atravessadas já foram postadas pelos próprios amigos em comentários de postagens anteriores, mas hoje, ao abrir meu mail, deparei-me com essa mensagem da querida leitora Mi:

Oi Raphael,Tudo bem???
Lembra aquele texto do fabio lucas neves? Eu enviei uma mensagem para ele, rebatendo o que ele escreveu, veja a resposta do mal educado.
Agora estou encaminhando uma reclamação dele para a Bandeirantes, já que ele trabalha lá.
Vou esperar a resposta da Bandeirantes, e conforme for o resultado voces podem jogar nos blogs, o que vc acha?

Mi se referia a essa resposta, enviada pelo queridinho do Cabeção:

Dona Erminda,
Essa mania de perseguição dos palmeirenses é mesmo incrível. Uma pena. Só espero que não peguem em armas.
Fábio

Essa foi só para registrar, amici… E garanto para vocês que a carta de Mi para ele não é nem um pouco mal-educada. Não precisava disso….

Read Full Post »

.

Ângelo Giordano, os filhos Giuseppe, Rosina, Enrico e Carmela, e Angeolina Guerrini

A partir da esq.: Ângelo Giordano, os filhos Giuseppe, Rosina (Tia Rosa), Enrico e Carmela, e a matriarca Angiolina Guerrini

.

1971, um ano que o bom Palestrino não esquece. A vergonha maior da arbitragem no futebol brasileiro seria registrada na final daquele campeonato nacional. A história já foi contada e recontada nessa Mídia Verde, portanto bastam hoje três palavras para encaixar o leitor nesse contexto histórico: Leivinha, Armando, Ditadura. Só isso.

Mas, para uma família de fanáticos Palestrinos, descendentes de originários do sul da Bota, esses dias marcariam o início de um sonho. 1971 foi o ano em que os netos de Ângelo e Carmela (foto) decidiram tomar as rédeas de seu destino aqui no Brasil.

Morando desde sempre no glorioso Cambuci, que tantos oriundi abrigou em sua história, quiseram arriscar sua sorte no mesmo bairro, abrindo uma mercearia perto de casa. Coisa pequena, tocada pelos netos do patriarca (Giuseppe, Ângelo, Mario e Helena), sempre sob o olhar cuidadoso da mãe, Rosina Blasi. Vendiam ali mantimentos de emergência para os conhecidos da região, como toda mercearia de bairro.

Acontece que ali, quem conhece, sabe: é tutti buona gente, os clientes não conseguiam refazer a despensa e ir embora; era entrar lá e começar uma conversa gostosa que, aos sábados, poderia levar uma tarde inteira. Assim, a cervejinha no balcão virou negócio inevitável. E, italianos que eram, logo a loirinha, trincando, já vinha acompanhada de uma sugestiva sardela, de um antepasto, de uma alichela. Em pouco tempo de vida, a mercearia já vivia repleta de amigos que se encontravam no ponto da família Blasi para jogar conversa fora e terminar mais um dia de lavoro na companhia dos seus.

Dona Rosina, ou simplesmente Tia Rosa, acompanhava com zelo o progresso dos filhos e via com bons olhos aquele movimento. Como tinha uma mão magistral para cozinhar, decidiu incrementar aquele negócio de família: deu de fazer uma bela feijoada aos sábados e oferecê-la aos clientes que marcavam ponto na mercearia.

Daí para o sucesso foi um pulo: a pequena venda, mesmo com as duas ou três mesinhas da calçada, não comportava mais seu público. Durante a “febre da feijuca”, que se alastrou pelas bocas do bairro, a fila na porta do comércio, na Heitor Peixoto, formava um cordão humano até a esquina da rua Mesquita. Como todo nobre italiano que aqui aportou, aquela bela família havia conquistado o coração de todas as raças. E como era caprichosa (como todo italiano pelo mundo), Rosina queria atender a todos cozinhando com esmero.

.

os filhos Helena e Mário Blasi entre a mãe Rosita

Nos tempos da mercearia: Maria Teresa (esposa de Mário), os filhos Helena e Mário Blasi com a mãe, Rosina

.

Foi desse modo, aos poucos e de repente, que surgiu a cantina Tia Rosa. Sua feijoada de sábado é ainda como era: uma das mais absurdas da cidade, saborosa e sem frescuras. Mas o que Rosina queria mesmo era voltar às raízes e incrementar a cozinha com a culinária de seus antepassados, a comida da Basilicata, pertinho do Mediterrâneo. Logo vieram suas massas, de todo tipo e sem igual. Ganhou aplausos com seu risoto de lula e conquistou reconhecimento com sua perna de cabrito.

“Ainda é a melhor de São Paulo”, diz com orgulho o hoje sexagenário filho Mário, recordando o triunfo da mãe Rosina, enquanto me mostra matérias elogiosas feitas por jornais e revistas, em diferentes épocas.

Mas o melhor ainda estava por vir. Palestrinos doentes que eram, Ângelo, Giuseppe e Mário não arredavam pé do Jardim Suspenso, estavam lá sempre que podiam assistir um treino. Logo se tornaram “figurinhas carimbadas” entre aqueles que corriam atrás do autógrafo de seu ídolo (e olha que, naquele tempo, ídolo era outra coisa no Palestra). Foi assim, entre um “Vocês de novo?” e um “Vai lá na nossa cantina”, que Ademir da Guia começou a frequentar a casa.

Divino gostou e levou Dudu, que levou Leivinha, que levou César Maluco, que não saía mais de lá. Mas esse gostava mesmo de uma bela pratada de rabada, ou dobradinha. Na falta dessas iguarias, o atacante mandava pro gol o tanto que houvesse de feijão com arroz na cozinha, somente isso, conta Mário. Nas paredes da cantina ainda você encontra uma foto rara, a formação no gramado do Corinthinhas de Vila Monumento, esquadra amadora para a qual César Maluco oferecia seus instintos de matador por diversão.

.

O bom humor e criatividade recobrem as paredes de madeira do Tia Rosa

O bom humor e criatividade recobrem as paredes de madeira do Tia Rosa

.

Esse ponto de encontro Palestrino poderia ser descrito como um pequeno salão aconchegante, onde a gente se sente na sala de casa, jantando com a família. Mas isso só é verdade até que você começa a olhar em volta e percebe o toque de surrealismo que orna o ambiente…

A começar pelas mesas, que têm um taxímetro pendurado, não me perguntem por quê. Daqueles antigões, mesmo. Sei que é coisa de Ângelo, que era artista plástico e amante de arte conceitual. Mas é coisa de maluco: uma saída d’água protegida por uma portinha metálica avisa que é para abri-la em caso de incêndio. O sujeito curioso que não resiste, no entanto, acha lá dentro somente uma bica, uma torneirinha dessas que se implantam em garrafões de pinga. Em uma coluna no centro do salão, há um quadro em branco com um compasso escolar fincado no centro; junto a porta, um quadro de 1 m², todo verde e escrito “O Tia Rosa doa 1m² de área verde para a cidade“.

Loucura essa que só perde para o aspecto de “museu de um tudo” que preenche o espaço; objetos que os irmãos foram colecionando durante a vida e que estão expostos pela casa. Há desde um aparelho de barba movido à corda (que funciona), passando por rádios de válvulas exóticos e Olivettis intactas, do tempo do onça, e culminando com uma máquina fotográfica que seu avô trouxe da sua Marcicomouvo, quando emigrou da região de Potenza.

.

Ademir com seu filho no salão do Tia Rosa, no começo da década passada

Ademir no salão do Tia Rosa, com o filho de Mário, no começo da década passada

.

O mestre Dudu é outro fã da casa dos irmãos Blasi

O mestre Dudu é outro fã da casa dos irmãos Blasi. Ao seu lado está Mário, o irmão que hoje recebe e atende os clientes

.

Eu ainda diria que a cereja do bolo é o “pay-per-view” do Brasileirão, que você pode assistir em qualquer uma das três TVs, todas antigas, como convém. E quando sai gol do Verde, Mário atira as bandejas ao chão, mesmo que não esteja servindo alguém: nesse caso, ele vai até o balcão, pega algumas e joga com força ao pé das mesas, só para manter a tradição e dar aquela sorte.

Se você não conhece o lugar, não perca a chance… Porque tudo nessa vida se perde em um piscar de olhos, e ali você almoça conhecimento, janta História. Hoje, restaram apenas Mário Blasi, para contá-la, e sua irmã Helena, que a tempera com os segredos aprendidos na cozinha da mãe e que nunca deixou cair a qualidade dos pratos. A eterna Academia, inclusive, recomenda: não é muito raro encontrar por lá um craque do passado matando a saudade do sabor d’Itália.

.

.

PERAÍ, CRUZ!!! ISSO TÁ ME CHEIRANDO A JABACULÊ…

.

Bom, e que catzo esperava o amico?! Continuar dedicando o tempo necessário para deixar essa página sempre pertinente, prestando um serviço ao Palestrino que nos visita, requer um pouco mais do que paixão, na minha idade. Seria preciso correr atrás desse tipo de parceria, mais cedo ou mais tarde – e sinto muito orgulho pelo fato do nosso primeiro padrinho trazer as coisas da Bota consigo, além de ser um reduto Verde que frequento há tanto tempo.

Elaborei portanto mais que uma chamada comercial, contando uma bela e verdadeira história de vida, que ganhará uma página especial, em homenagem a quem confiou na gente. E, claro, em respeito aos nossos leitores, que merecem ser bem tratados quando passam por aqui.

Gostou desse formato de anúncio?

Porque gostaríamos muito de ter mais empreendedores Palestrinos nesse espaço Verde. Nossa frequência é boa e, principalmente, nosso leitor tem bom gosto!

.

Cantina Tia Rosa. Rua Heitor Peixoto, 728, Cambuci. Fone: 2914-9771. Preço médio: R$ 18,00 p.p.
Citando o Cruz de Savóia, a primeira cerveja Premium (grande) é por conta da casa!

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: