Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Cruzeiro’

.

Seguindo em frente, pois, com algumas notinhas colhidas pela rede – só para esquentar os tamborins.

* O Al-Ain perdeu por 2 a 1 para o Al-Nasr e ficou 7 pontos atrás do líder, causando a revolta geral da torcida: eles acham que o time é totalmente dependente de Valdívia (que ficou 2 semanas lesionado e voltou sem jogar bem), e que é melhor vendê-lo do que assistir o resto do time fazendo corpo-mole, esperando el Mago resolver…

** Dia 28 teremos de ir ao puteiro obsoleto sem Pablo Armero: o lateral colombiano foi convocado para atuar em sua seleção contra Bolívia e Venezuela (28 e 31 de março), por jogos válidos pelas eliminatórias da Copa.

* Ontem parabenizei os que conseguiram chegar ao Palestra Italia para apoiar o Verdão contra o Norusca: a chuva deixou o trânsito inviável em sampa, e foi um ato de abnegação total enfrentar a selva urbana e a queda de temperatura para comparecer na arquibancada. O que eu não sabia é que até o Verdão ficou sem ônibus, e o time todo teve de chegar ao Palestra de táxi: segundo informações oficiais, ao menos 10 ‘Jarbas’ foram acionados para driblar os congestionamentos e entregar o time em Casa a tempo da batalha.

* Palmeiras, Santos, Cruzeiro, Botafogo, Fluminense e Bahia têm compromisso com a história no dia 24. Leiam aqui.

.

Read Full Post »

.

1) Madame e sua caixinha de Pandora

.

Nada pode soar mais artificial no domingo de um torcedor paulistano: de manhã, vou a pé ao parque com minhas filhas e me deparo com dezenas de uniformes do stablishment, todas cobrindo os corpos de alguns alienígenas do mundo da bola. Aquele bigodinho do Habib’s infestou a pista de cooper feito margaridas nos canteiros da pista. Era uma gente celebrando o sucesso, não a vitória.

Que torcida imensa! – diria a si mesmo um turista desavisado. Mas sabemos que boa parte dessa gente, quando se vê obrigada a falar em futebol, passa 8, 9 meses por ano dizendo frases desse naipe:

“Em Perrnambuco, mesmo, eu sou Ixpót, mas aqui torço é pro São Paulo. Em Minas eu gostava do Cruzeiro!”

“Não sei porque esse exagero doentio. Se meu time ganhar ou perder, quem vai pagar minhas contas na segunda?”

“Eu não acompanho muito, mas sou são-paulina.”

“Eu tô nu pé pimálio e todu mundo toçe pu São Paulo.”

“Eu não perco meu sono com futebol, rapaz!”

“Eu não ligo pra futebol, mas meu namorado é são-paulino.”

“Ele também nunca foi no campo.”

E por aí vai…

Volto a esse assunto, porque é preciso diferenciar um torcedor disso. Eu repito: eles não vestem essa camisa por amor ao clube, ou pelo orgulho de sua história: aquilo não é uma manto, é uma metáfora. O que eles vestem é a forja do sucesso que queriam conquistar, porque, em sua mente, o sucesso é o que vale nesse mundo – e deve ser perseguido a qualquer preço.

Sair com essa camisa na rua, somente agora, é reafirmar sua diferença, sua suposta superioridade perante os outros. É declarar seu apoio à cartilha elitista daqueles que pensam que o Brasil não precisa de quem produz, muito menos de quem o construiu. Eles são modernos, são melhores, eles se bastam. Tudo se consegue com força de vontade, e quem não alcança seus objetivos é somente um pobre de espírito. Que se lamenta, reclama da arbitragem, tem inveja de seu sucesso…

É o time da auto-ajuda. Assim como quem gosta de ler não compra esse tipo de livro, quem gosta de bola não torce para esse time.

.

2) Acabou a vergonha, acabou!

..

Então não teve pênalti a favor do Verdão, nem a favor do Fluminense? Na rodada anterior, o Flamengo, visitante, deu o azar de pegar um árbitro exemplar. Claro, na casa das marias. E nos descontos: Simon teve a mesma precisão milimétrica do bandeira que corria pelas laterais do Jardim Suspenso, contra Madame. Este, com seu talento raro e notável imparcialidade, conseguiu distinguir, em uma fração de segundos, os 5 centímetros que não ultrapassaram a linha da Borboleta, naquela cabeçada de Alex.

Queria ver o Simon não dando esse penal no Maraca, aos 47 do 2º, com 2 x 3 no placar… Porque acertar, na confortável condição em que acertou, é só obrigação. Colhão, é outra coisa.

Enquanto se dá tudo isso, só Ela cavalga incólume, em seu cavalo branco de parada. Nenhum mal toca sua armadura. Nenhum bandeirinha tem olho clínico para as mãos do imperador. Nem para o braço de Washington, contra o Palmeiras. Mas, se ele sofrer um pênalti no Privadão, esquece. É impressionante como um disfarçe simples, que seja, não se faz mais necessário: simplesmente arrancam os pontos que precisam, com desdém pelo esporte que praticam. E isso só pode ser fruto do emburrecimento do público que, como bem nos explica o Ademir, corre o risco de se transformar de torcedor em consumidor, em poucos anos. Não há mais paixão, só restou o cinismo do pensamento eugênico.

Contratempos? Só uma vez, na 1ª rodada, contra aqueles chorões do sul. Foram 3 pontos. 3 pontos.

Sei que não há justiça no futebol, mas se Deus ligar a TV domingo, quem sabe…

.

3) Confete x Crise:

.

Uma ediçãozinha especial… Porque o Verdón saiu da disputa, mas a imprença ainda tem um troféu a ser conquistado, com muitas bolinhas para lamber:

.

“A festa do hexa fica para a última rodada… “

x

Dirigente do Grêmio diz que incentivo para o Goiás pode ser válido

_____________________________________________________________________

André Dias reclama de ‘mala branca’. Ceni ironiza.

x

Procurador do STJD diz que punirá mala branca

_____________________________________________________________________

Marco Aurélio: “O Hernanes é o Kaká que joga no Brasil”

x

Conselheiro gremista é preso por tiroteio

_____________________________________________________________________

Fluminense aposta que São Paulo será campeão

x

Dirigentes do Internacional reagem à provocação de diretor gremista

.

Read Full Post »

.

.

Milton Neves

“Impressionante como o capitão são-paulino parece um tubarão, não se limitando apenas à semelhança do nariz. O tubarão nada aparentando tranqüilidade até sentir o cheiro de sangue e ficar alucinado para devorar a carne. E o Rogério Ceni é a mesma coisa. Passa o campeonato inteiro na moita, mas, quando sente e saca que o time pode ser campeão, se transforma numa fera faminta por títulos, liderando o Tricolor para papar mais um Brasileirão.

“Após o vexame do Maracanã e as cornetadas de Marcão, o Palmeiras não pegou no breu, mas ao menos venceu a duras penas o Goiás no Palestra, com gol de pênalti duvidoso convertido por Alex Mineiro, desta vez sem paradinha, no primeiro tempo. E o “São Marcos” ainda operou uns dois milagres na etapa final para segurar a magra vitória. O Verdão, mesmo jogando nada há algumas rodadas, segue vivo pelo título. Mas, contra o Santos, na Vila, tem tudo para perder, viu, Luxemburgo?”

,

PVC

O Palmeiras não vence na Vila Belmiro desde os 4 x 0 de 2004, com dois gols de Vágner Love. São cinco partidas, com três derrotas e dois empates.

,

Mauro Beting

“É hora de pensar na Sul-Americana, em General Severiano. Ainda dá – mesmo que não dê (mais uma vez) para o presidente do clube entrar em campo. Ainda que com razão, Bebeto de Freitas perdeu o juízo. Pela enésima vez.

É cada vez mais hora de imaginar que é possível ser tri. Possível ser hexa.

O São Paulo engatou a quinta. Digo, a sexta.”

,

André Kfouri

Está ouvindo esse barulho? São as cornetas tricolores inconformadas com a ousadia de Muricy Ramalho. O São Paulo passou dos limites, venceu (2 x 1 no Botafogo: Jean, Wellington Paulista e Hernanes – 12.356 pagantes no Engenhão) fora de casa e empatou em pontos com o líder.

.

Juquinha

A bola passou entre as pernas de dois zagueiros tricolores e suficientemente longe de Wellington Paulista, em posição de impedimento, mas sem participação efetiva no lance, embora seu gesto pudesse confundir, como confundiu, o bandeirinha.

Bebeto de Freitas foi à loucura e invadiu o gramado para xingar o árbitro, ele que já foi tungado, incompreensivelmente, na transferência para o Maracanã do clássico contra o Flamengo.

Mas nada justifica o que fez e, agora, verá, com justiça, o Engenhão interditado.

O que faltou no primeiro tempo, sobrou no segundo.

E o São Paulo já tem o mesmo número de pontos do Grêmio, em primeiro lugar.

Tem, também, a melhor campanha do returno.

E, como negar?, está com jeito de que ganhará mais um Brasileirão.

.

Mas dureza mesmo têm o Palmeiras contra o Santos, na Vila Belmiro, e o Cruzeiro diante do Goiás, no Serra Dourada, ambos às 17h.O Santos até poupou jogadores contra o Sport para jogar inteiro contra o rival na volta de Vanderlei Luxemburgo à Vila, espera-se que sem chuva de moedas ou coro de mercenário.”

,

Paulinho

Tricolor quer a paz:


Conversei ontem com um membro da diretoria do São Paulo.

O assunto foi o processo que um participante do grupo Morumbi Cidadania moveu contra o São Paulo.

O tricolor acredita ter sido um fato isolado e que não representa a vontade do grupo de moradores.

Não foram procurados pelo Morumbi Cidadania e continuarão dando prosseguimento ao que foi acordado em recente reunião.

É claro que uma ação judicial de um membro do grupo, mesmo que não seja uma posição oficial do mesmo, abala um pouco as relações.

O São Paulo vai se defender da ação e espera, pelo que conversei, continuar os entendimentos para que a melhor solução seja encontrada no relacionamento moradores-clube.

Assim que o Tricolor tiver uma posição sobre as solicitações feitas pelo movimento notificará os representantes que participaram da recente reunião.

O blog, como sempre, acompanha o caso.

.

Birner

A vitória por 1×0, com o gol de Alex Mineiro, de pênalti, não foi acompanhada de bom futebol. Diego Souza que mostrou insatisfação por causa das declarações de Marcos, esteve mal. E foi exatamente São Marcos o responsável pela importantíssima defesa, cara a cara com o experiente Iarley, aos 10 da etapa complementar. Depois da conturbada semana, os 3 pontos eram vitais para o Palestra. E mesmo bem abaixo do que poderia apresentar, os conseguiu.

.

Marília Ruiz

“O lance polêmico que deu a vitória ao São Paulo no Engenhão virou motivo de chororô de botafoguenses, palmeirenses, gremistas, cruzeirenses e flamenguistas.

À luz da regra, o lance foi sim mal anulado: Wellington Paulista não toca na bola, não está à frente de Rogério ou atrapalha sua defesa.

Mas há quem defenda que o fato de ele ter levantado o pé (ainda que a boa passe bem à direita), invalidaria a jogada _como entendeu o bandeirinha.

.

*

.


Amici, a página do Bolão está atualizada e já recebe os palpites contra as sardinhas. A tabela mostra apenas os 14 “finalistas”, aqueles que ainda tem chance de ganhar o Manto, mas qualquer um pode apostar. Meus parabéns, atrasado, vai para o amigo Carlinhos, de Botucatu, o único apostador que cravou em cheio o 1 x 0 de quarta-feira. Vamos ao Bolão, e boa sorte a todos!

Read Full Post »

.

*Atenção, existe um adendo, no final do post, inserido às 14:00 dessa quarta.

O Palmeiras não está, digamos assim, no seu melhor momento… Vários sinais nos deixam com aquela coçerinha atrás da orelha, dentro e fora das quatro linhas. Mas o estádio estará tomado contra o Goiás, porque a torcida não perdeu sua fé. Quem ama seu clube não larga a esperança – e paga o ingresso mais caro do Brasil para cantar pelo Porco.

Tenho certeza que as torcidas do Flamengo, do Grêmio e do Cruzeiro também confiam nos seus: assim como nós, demonstrarão seu amor por suas esquadras, daqui até o final.

É só uma questão de gostar de futebol e torcer com o coração pelo seu time. É bonito, é singelo, e é só isso. O quanto gastamos não importa e, no fundo, no fundo, a vitória importa menos do que estar lá lutando com os 11 que defendem nosso Manto.

Sei que veremos no Palestra, nesses jogos que nos faltam, os ídolos do passado prestigiando o Palmeiras. Pois o fazem durante todo ano, como Divino gosta de fazer. E assim fará Zico, por exemplo, mesmo lá no Cudamãequistão: não irá dormir sem saber se seu Flamengo conseguiu, ou não, mais um triunfo.

Ainda que um título não estivesse em disputa, restaria a alegria de ir para o estádio e vibrar pela sua bandeira. Quem não entende isso é porque tem outros valores na vida, que passam ao largo da paixão. Gente mais pragmática, que aposta dinheiro no seu elenco, maior prova de abnegação que uma pessoa assim consegue oferecer.

Como se o time fosse um investimento, uma aplicação, um negócio. A história não importa, o amor não importa. Agem como se fossem gerentes, em uma reunião de vendedores pela manhã, prometendo uma comissão maior para quem vender mais e “bater a cota” primeiro.

Olhando a capa do Boletim de hoje, fica muito clara a diferença entre um ídolo, um herói, e um bonequinho de marquetíngue que vende danete

.

* NOVA COLUNA: “NO CU DOS JUQUINHAS

.

O amigo Lula teve hoje uma opinião censurada lá no bofe do Juquinha. Perdão, blogue. Isso acontece frequentemente (e já aconteceu comigo e tantos outros): ele, ou qualquer de seus afiliados, como Paulinho e Birner, simplesmente tiram do ar qualquer opinião que lhes desagrade, ainda que o texto não seja mal-educado ou ofensivo, como no caso do post de Lula, que vamos publicar logo abaixo, inaugurando esses registros.

Informo a todos os Palmeirenses indignados que, a cada vez que isso acontecer, é só mandar seu comentário censurado para cá, que a gente publica no momento que chegar, sob o título aí acima: “No cu dos Juquinhas”. Ou, no Cruz de Savóia.

ENVIADO PELO AMIGO LULA:

Não é o lugar, não é o momento, mas, mesmo assim, transcrevo o post que acaba de ser censurado – mais um! virou rotina! – no blog do filhote do Juca, num post chamado “Botafogo desrespeitado”:

“Eu sempre tive em ótima conta o Botafogo F.R., clube mais importante para a Seleção Brasileira em todos os tempos. Algumas vezes até torci por ele, como em 1989, chorado, roubado, contra o Flamengo do ano mágico dos Marinho, que elegeram apenas o Presidente da República, e contra os falcatrueiros de Turim em 1996, mostrando quem realmente é maior.

Mas o Bebeto foi burro em abandonar a velha composição da FERJ e querer ser aliado da trinca – Flamenglobo, Corinthians (o menos ruim dos três) e São Paulo. Fora olimpicamente garfado na final do estadual e, pelo visto, continuará sendo prejudicado pelas forças do mal toda vez que tiver de enfrentar o rubro-negro.

Parece-me que o Atlético Paranaense – de Libertadores roubada pela tucanalha do Morumbi, que já havia tungado o Palmeiras – também quer passar uma borracha nas desavenças, fazer o papel da mulher do malandro e engrossar as fileiras da trinca. Mais um para apanhar.

Roberto Dinamite, a hiena, é outro: já cometeu a sandice de assistir uma partida do Vasco – e ser achincalhado – ao lado do Márcio Braga e de um sem-número de flamenguistas. Já começou a apanhar da trinca no Morumbi, quando foi pornograficamente assaltado no primeiro turno. Fez algum muxoxo no programa do Milton Neves, serviçal-mor da trinca, e só. Num exercício de adivinhação, digo que ele será roubado novamente no segundo turno e, para não deixar de ser, rirá! Nada mal para o botafoguense que queria jogar no Flamengo e acabou por presidir o Vasco.

Concluo, portanto, que Eurico foi mesmo uma espécie de Fidel – saquem o charuto!-: a luta do mal contra um mal muito maior.”

Foi isso, hehehe! Coisa boba. Tentei defender o alvinegro de forma um pouco mais realista, já que pareceu-me ser este o objetivo do post, mas ele não deixou.

Essa é a turminha do democrata Juca.


Read Full Post »

.
Caríssimos,

Não é preciso fazer muita conta para deduzir que o Verdão só depende dele mesmo para conquistar o título. Nada justifica um ataque de nervos a esse ponto… O que está incomodando? O Grêmio? Pois lembremos de Celso Roth, do desempenho do time deles longe do Olímpico e do aproveitamento dos gaúchos nesse segundo turno: ainda que não tivéssemos esse confronto direto contra eles, estaríamos navegando em calmas e verdes águas. Porque eles vão perder pontos; não têm nem time, nem técnico para ganharem tudo, daqui até o final. E o torcedor Palestrino bem sabe disso! Mas então, o que preocupa?…

É o emo-clube, que pode nos ultrapassar dia 19, em caso de vitória?… Ora, vão dormir! Temo mais que as moças apareçam no Palestra dispostas a arrancarem um empate – porque para elas estará de bom tamanho se o Palmeiras ficar longe da ponta. Madame não quer ser campeã – e sabe que não pode. É balela para a imprençinha, é confete… Não dá. Não jogaram nada o ano inteiro e ainda têm menos pontos que Cruzeiro, Flamengo e Grêmio…

Paremos, pois, com essa esquizofrenia – e não embarquemos na podre nau da imprensa paga. É o que eles querem. Há que se ponderar e chegar à conclusão que o empate de ontem foi normal, porra! Por mais que nos irrite a falta de pontaria de Élder Granja, a má-vontade do caga-regras e o azar de Kléber naquele lance…

É fazer a lição de casa, com o apoio da torcida, isso sim: pois se batermos as putas e os uruguaios em nossos domínios, não só a liderança será nossa, como poderemos até nos dar ao luxo de empatar contra o time do Carinhoso, lá no Rio.

Dito isso, vou continuar com minha pauta, bem mais relevante dos que as cornetas no meu ouvido; ou seja, mais tarde voltaremos com os “Souvenirs de Madame” – agora com a colaboração dos leitores dispostos a faturar 43,2 pontos no Bolão do Savóia: um pontinho para cada milhão que Madame deve ao Governo Federal e, consequentemente, à nação.

Minha única queixa é essa, dirigida aos gênios que gerenciam nosso clube: peguem aquelas camisas verde-limão e enfiem no cu de quem desenhou. Porque aquela porra não é Palmeiras. E o Palmeiras não pode ser Palmeiras com aquela porra.
.

Read Full Post »

.

* Os juízes do STJD já absolveram Diego Souza, indo de acordo com a interpretação do árbitro da partida, que não viu “ato hostil” por parte do jogador; entenderam os magistrados, da mesma forma, que Lenny não cometeu “ato violento” após sua expulsão contra o Cruzeiro. Então, por que esse leonorzinho de gaveta, disfarçado de promotor, não vai procurar alguma coisa mais digna para fazer? A quem ele quer agradar?

É, sim, o caso de se perguntar, uma vez que sua arrogância deve causar mal-estar dentro do próprio Tribunal. Não há cabimento em discordar da decisão dos juízes a todo momento, como se soubesse mais do que o rei, somente porque quer abanar o rabinho e ganhar um biscoito canino na porta dos fundos da Boutique. Nojento, isso.


*
Está tudo verde pelos lados do Palestra Itália, mas uma coisa é verdade: o jogo contra o Figueirense tem “peso 2” para as contas do Palmeiras, se considerarmos os próximos jogos de nossos adversários mais diretos:

o Grêmio enfrenta o Santos em pleno Olímpico. Se o limitado time gaúcho é poderoso em seus domínios, o Santos tem mostrado um desempenho pífio longe da Vila;

o Cruzeiro pega o Ipatinga em casa… Sem comentários.

o Flamengo não deve ter grandes problemas para vencer no Rio o medíocre Atlético MG (que joga ainda sem Marques, expulso contra o Verdão).

a Rainha do Posto 5 pega o Náutico no Privadão: adversário mais covarde quando joga fora, não há.

E o Verdão é o único que viaja, com a obrigação de vencer. Lembremos do 1º turno e entremos mordidos em campo: esse time já nos levou 2 preciosos pontos de dentro do Palestra – é hora de ir até lá, na casa deles, pegá-los de volta. E faremos isso, não tenho dúvida!

* E a BWA, hein? Eu não tenho a menor competência para fazer julgamento sobre a qualidade do sistema que será implantado em convênio com a Caixa, mas:

o que a gente sabe é que é uma empresa de fachada, tocada por bandidos.

O que a gente já descobriu é que trata-se de uma firma criminosa, que confecciona ingressos falsos e contrabandeia os verdadeiros para os cambistas; e essa máfia agora ainda quer nos cobrar R$15,00 (além dos R$ 30,00 da arquibancada) para adquirir um “cartão de ingressos” e que, a cada compra de bilhetes, ainda teremos que pagar R$2,50 por uma “taxa de administração”. É brincadeira dessa corja…

Não nos esqueçamos que o grande avalista da BWA, Marco Polo del Nero, foi quem patrocinou o lançamento do mais novo estelionato de sua empresa amiguinha…


* Atenção: tremei, Palestrinos! Deu no site oficial de Madame: Muricy afirma que SPFW “encaixou de novo“.

Imagens do último e empolgado treino não deixam dúvidas quanto às palavras do treinador:

Percebam também que agora está explicado o cheiro de gás que aflige o vestiário leonor.

Mas vamos pegar leeeve… Afinal de contas, Muricy tem razão: após a vitória sobre o todo-poderoso Ipatinga, o Village Team cresceu: passou do 5º lugar para a 5ª colocação da tabela – e pela 5ª vez consecutiva.

PROMOÇÃO DO BOLÃO DO SAVÓIA
No primeiro turno, demos 2,4 pontos extras para quem conseguiu enviar uma matéria comprovando o rebaixamento de Madame no Paulista de 1990. Dessa vez, o incentivo é maior para o jogo do enterro leonor: você tem até dia 17 de outubro para mandar para nosso mail (cruzdesavoia@gmail.com) um texto de pelo menos 10 linhas contando qual jogo Madame ganhou na mão grande e do qual você nunca se esqueceu.

Não precisa ser um jogo contra o Palmeiras, mas

NÃO VALE citar qualquer dos jogos que já tenham sido publicados na série “Souvenirs de Madame”, senão fica fácil. Mas podem escolher algum jogo ganho por Ela em uma manobra de bastidores somente, coisa farta na Boutique, desde que o fato seja bem descrito no texto do apostador.

Atenção, amici: todos tem 11 dias para garantir nada menos do que 43,2 pontos extras na tabela do bolão!!! É isso mesmo:

43,2 pontos extras,


sendo cada ponto uma homenagem a cada milhão que o time da ditadura deve atualmente ao INSS.

Reforçando: mandem via e-mail somente! É só lembrar de algum roubo incontestável e descrevê-lo em 10 linhas (qual campeonato, contra qual time, como foi o assalto, etc…): depois é ir para o Palestra dar aquelas boas vindas ao nosso inimigo…

Voltaremos após o almoço em outra edição para lá de ordinária, amici! Abraços Verdes!

.

Read Full Post »

.

Como foi lindo ouvir nossa torcida que canta e vibra fechando a boquinha de 40.000 marias. Brava gente Palestrina! Bravo time do Santo Imortal que viverá para sempre na nossa memória, o último romântico do calcio emparedando a meta Alviverde por toda uma vida, por toda uma biografia de heroismo nos momentos em que a batalha foi mais sangrenta. Marcos é eterno, e Diego é craque. E todo mundo fez seu papel, no banco e no gramado.

Agora só depende de nós mesmos. O confronto direto contra o Grêmio será no Parque – e acho que Roth e sua trupe nem sequer terão fôlego até lá. Mas precisamos ganhar, continuar vencendo. Minha sugestão para que esse título não nos escape mais: FECHEM AS NUMERADAS! Interditem os minduins, inventem uma reforma, sei lá! Deixem essa torcida linda que foi hoje ao Mineirão se juntar à arquibancada do Palestra, ostentando sua fibra! A César o que é de César – o futebol para o torcedor sempre Verde e um sofá para aquela gente que só atrapalha o time em campo: porque, críticas a parte, se permanecermos juntos – equipe e torcida – vai ser impossível tirar esse título do Jardim Suspenso!

*

– Descobri qual é o problema do Lenny. Demorou meses, mas a ficha caiu: o cara é jogador de pebolim! Cabeçeou aquela bola no primeiro tempo igualzinho a um boneco de pebolim… sabe quando a tua bolinha branca, chutada forte, repica na fileira do oponente e sobe na testa do teu atacante?

E aquele carrinho da expulsão?! É como quando você gira o pulso à meia força e os bonequinhos ficam deitados feito defuntos, suspensos pela barra de metal que sustenta a fileira de volantes… Duro feito um boneco de pebolim, esse é o problema do nosso amigo Lenny…

– Discordem de mim à vontade: onde puserem o Martinez para jogar, eu vou achar que ele está jogando bonito. Sempre. E hoje resolveu o problema da zaga, deu segurança para Maurício e Gustavo e, quando passou a jogar de volante com a entrada de Jumar, cumpriu sua função novamente com calma e segurança.

– Diego Souza jogou muito, de novo. A cada jogo que ele arrebenta, mais me lembra o Rivaldo com a bola nos pés: é quase impossível desarmá-lo sem falta, ele parece lento mas seus dribles são insuspeitos, confundindo qualquer zagueiro. E que gol de categoria!

.

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: