Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Estatísticas’

.

cx.

.

Outra senhora partida de Xavier! Outro gol, ele que não passa em branco… Keirrison deixou o dele mas, acima de qualquer nota, vale ressaltar a maturidade com que o Verdão se comportou do início ao fim de jogo.

O adversário era uma lástima, é verdade. Mas o Palmeiras soube dosar suas forças e conter seu ímpeto para dar o bote na hora certa. Foi um time calculista, certeiro e pontual: a inteligência que é preciso para disputar esse torneio.

E, de quebra, quem esteve no Twitter se divertiu com a gente.

Agora é pensar na LDU – outro jogo na altitude, são quase 3000 metros – os atuais campeões que nos recebem dia 17. Essa sim, uma parada mais dura.

E nostro ataque ainda vai dar o que falar, amici. Não vamos perder as contas dessa esquadra Alviverde, que tem tudo para ser memorável:

.

Cleiton Xavier: 5 gols

Keirrison: 5 gols

Lenny: 4 gol

Evandro: 1 gol

Diego Souza: 1 gol

Edmílson: 1 gol

.

Em tempo: não tomamos gol, outra vez. Bruno não foi exigido, mas estava lá, seguro. Teve goleiro por aqui, ao nível do mar, dando passinho pra frente e passinho pro lado na hora errada, teve não?

.

Read Full Post »

.

ESTADÃO

São-paulinos enaltecem importância de Hernanes

x

Palmeirenses pregam cautela para enfrentar Fluminense

.

FOLHA

Após virada, Muricy destaca versatilidade de Hernanes

x

Para Wagner, comentário de Luxa visa desestabilizar o Cruzeiro

.

GAZETA ESPORTIVA

Cobrança de Muricy surte efeito no elenco tricolor

xx

Luxemburgo é cotado para assumir Fenerbahçe

.

GLOBO ESPORTE

Ceni evidencia força e coração do Tricolor na luta pelo tri inédito

x

Luxa cotado para substituir Aragonés no Fenerbahçe

.

LANCE

São-paulinos admitem secar rivais

x

L! no ar: todos secam o Porco.

UOL

Para sao-paulinos, Muricy e conjunto podem ser diferencial

x

Coritiba ameaça endurecer transferência de Keirrison

.

.

.

Milton Neves

“E aí, corintiano, você prefere ver o Palmeiras campeão brasileiro ao São Paulo? E vocês, palmeirense e são-paulinos, torceram para o Corinthians subir logo, ou preferiam ver o rival mofar mais tempo na Segundona? Opine!”

,

PVC

“Rogério Ceni foi perfeito ao dizer que o São Paulo não fez uma partida ruim contra o Vitória. Fez bom jogo e fez aparecer uma velha arma: a bola parada. Fantástica a explicação de Muricy sobre como os jogadores conversaram e definiram a jogada do segundo gol. Hugo, o melhor cabeceador dos atacantes, viria de trás, para apanhar a defesa rubro-negra saindo da área, em linha. Foi perfeito.

Muricy também reforça a tese de que o São Paulo pode ganhar o campeonato, ao dizer que o time voltou a jogar de maneira consistente. Voltou mesmo.”

,

Paulinho

A diretoria do Palmeiras mentiu sobre o empréstimo de R$ 620 mil feito pelo conselheiro e diretor Salvador Hugo Palaia ao clube.

Existe um documento, assinado por Affonso Della Mônica, presidente do clube, que oficializa a transação.

Nele Palaia se compromete a emprestar os valores ao Palmeiras divididos em quatro parcelas de R$ 155 mil.

O Palmeiras se compromete a ressarci-lo, também em quatro parcelas, acrescidas de correção monetária.

Estranha o fato de o acordo ter sido fechado para pagamento em dinheiro “vivo”.

A demora de um ano para que o documento do empréstimo fosse registrado em cartório também soa esquisita.

,

Birner

“Vanderlei Luxemburgo trabalha com jogadores da Traffic no Palmeiras e é amigo do dono da empresa.

O São Paulo tem 70% do valor de uma futura negociação de Hernanes.

Os 30% eram do atleta.

Ele vendeu 8% para a Traffic e ficou com 22%.

A empresa, é mais que óbvio, não tem nada de errado nisso, adoraria ver o jogador na Europa o quanto antes.

Ainda mais diante da crise mundial.

O trabalho da Traffic é arrumar um time forte no velho continente e procurar valorizar a imagem de Hernanes (dentro do campo, ele tem que fazer isso).

O técnico do Palmeiras rasga elogios ao profissional do time que se recusa a ter Vanderlei Luxemburgo dirigindo suas equipes.

O mundo é cheio de coincidências.”

.

*******************

.

ENQUETE

.

Sobre a arbitragem de domingo, 101 leitores opinaram a respeito:

.

66 leitores acham que a pressão do SPFW fez efeito e fomos garfados (65%)

26 amigos crêem que não adianta chorar, o SPFW rouba quando quer (26%)

6 companheiros acham que Sálvio é ruim mesmo, não é culpa de Madame (6%)

3 minduins disseram ainda que a arbitragem foi justa e Luxa escalou errado (3%)

.

BOLÃO

.

Amici, deixem seus palpites aqui até a hora do jogo, e boa sorte!

Read Full Post »

Passado o ardor da partida, bem como a necessidade de cutucar um pouco mais os bambis anônimos que infestam esse espaço, podemos fazer uma análise um pouco mais fria de tudo que ocorreu nesse domingão. Um pouco, não muito…

Antes de mais nada, não para me gabar, mas para sustentar alguns argumentos, gostaria de reproduzir trechos do que escrevi nesse blog, na antevéspera do jogo:

O Palmeiras será operado domingo.

Isso acontece desde que me conheço: eles passam a semana que antecede o clássico reclamando da arbitragem de maneira acintosa; a tática funciona, porque nos bastidores a influência leonor ataca tal e qual uma doença auto-imune, que só se manifesta quando você abaixa a guarda. Vai acontecer de novo. Sálvio Spínola não conseguirá segurar a pressão e sua válvula de escape soltará no time Verde o vapor corrosivo do time nazista. Seremos roubados, senhores, e é bom que estejamos preparados para isso (…)

Meu recado para o time Verde e seus comandantes: não abaixem a cabeça e ajam como time grande. Ao primeiro sinal de um procedimento cirúrgico é precido peitar o juíz em massa e paralisar o jogo, relaxando a partida pelo tempo que for preciso. Com diretor invadindo o gramado, fazendo barulho e inflamando a galera. Nada de pegar a bola, por na marca da cal e deixar cobrar. O Palmeiras já me cansou com esse complexo de Cinderela: quero ver meu time forte, dentro e fora de campo (…)

Pois é: e o que aconteceu, todos viram. Sálvio Spínola, mais por cagaço do que por má-intenção, tratou de operar o Palmeiras e mudar o desfecho do embate com apenas 7 minutos de jogo. No lance do pênalti (que aconteceu), ele simplesmente ignorou uma falta acintosa (se não estou errado, de André Dias em Sandro Silva). Mas era uma falta dessas que até minha mãe daria. Como o Palmeiras atacava, e era início de jogo, ele não quis dar a impressão de que estava sendo “benevolente” com o time Verde, por isso não sinalizou a infração. Assim, e só assim, o SPFW armou um contra-ataque que acabou em penalidade máxima. Aí, Sálvio não tinha mais o que fazer: deu o pênalti.

Coloquem-se na cabeça do árbitro, assim que ele apita o início de jogo. O Palmeiras massacra, vai para cima, a torcida empurra e pressiona. Ele não ouve aquela massa… Na cabeça do profissional que busca uma Copa do Mundo (e sabe muito bem quem manda por aqui) a única voz que ressona é a do presidente alcoólatra, protestando contra a escala de domingo. A única coisa que ele vê, ao invés dos lances, é a carta enviada pela diretoria bambi ao STJD, protestando contra sua escalação e previnindo a todos a respeito de um suposto esquema. Falta para o Palmeiras, no ataque. Ele pensa: “Opa, bela chance de eu começar fazendo uma média” – e não apita a falta! Para seu azar imenso, tem que apitar um pênalti na sequência, e sabe que fez merda.

Envergonhado consigo mesmo, tenta dar reinício ao jogo. Como não está prestando a devida atenção ao que deveria – o jogo – de repente apenas vislumbra, entre sua névoa mental de receios, um empurra-empurra. A torcida grita. Chinga e vibra. A casa é do Palmeiras, mas a carta é do SPFW. E para não perder o controle do jogo, para tentar conter os ânimos dos jogadores e uma ira maior no decorrer da peleja, expulsa dois atletas, um de cada lado, sem o menor cabimento! Do lado de lá foi um avante, mas para um time em vantagem no clássico e acostumado a jogar covardemente, é menos prejuízo. Não tiveram que mexer, apenas recuar, coisa que sabem fazer. Do nosso lado, por sua vez, ele elimina nosso maior craque! Diego Souza! A esperança de desequilibrar o jogo…

Resultado: em 6, 7 minutos, Sálvio Spínola destruiu o trabalho técnico de uma semana e desmontou o Palmeiras taticamente. Agora, me digam quem é o culpado! Madame?…

Bom… O que eu vi, durante toda a semana que antecedeu o duelo, foi o SPFW reclamando da escala e o Palmeiras contemporizando a escolha… Do lado deles, isso não é inédito: é assim, e só assim, que eles ganham clássicos e títulos; na base da pressão, da intimidação, da deslealdade dentro e fora de campo. Mas será que só eu sei disso? O Palmeiras não sabe?

Pergunto isso porque foi Sálvio Spínola quem operou ao Palmeiras em 2005, contra o mesmo clube, na Libertadores. Ele não marcou um pênalti claro em Correia, e o jogo acabou 1 x 0 para o anti-time. Aliás, se os palmeirenses responsáveis pelo departamento de futebol do clube não lembram do histórico Sálvio Spínola + SPFW, consultem o blog do amigo Secondo Tucci, e leiam o post “Sálvio, SPFC e os dados“. Não é nem o caso de colocar vídeos aqui para comprovar o que estou dizendo… Está tudo lá, se eles não sabem.

Mas sabem. São bundões. São bundões com aquelas “plaquinhas de patrimônio”, onde se lê “propriedade da SEP”, rebitadas nas suas nádegas brancas e carcamanas. São cuzões, esses que cuidam do Palestra, até quando vou gritar isso sozinho? Eles têm ainda a aspiração de ser bem tratados pela imprensa, de se perpetuarem nos corredores do poder, portanto não querem atrito com quem manda, o SPFW.

Porque, se fossem homens dignos dos cargos que ocupam, alguém de respeito apareceria na mídia e bradaria a semana inteira: “Quem não quer o Sálvio é o Palmeiras: ele já operou contra a gente em uma Libertadores, contra esse mesmo adversário, que agora faz uma cortina de fumaça para que nos esqueçamos, portanto não acreditamos que se trate de um árbitro isento. Sua conduta dentro de cmpo e sua lisura no que se refere ao São Paulo estão comprometidas. E não aceitaremos esse árbitro aqui!

Por que não fizeram isso, seus bostas? No mínimo, para equalizar a pressão na cabeça do caga-regras… Eu, um torcedor de merda, sabia o que ia acontecer. Eles não?! Ou se cagaram mesmo, como vêm se cagando à frente do Palmeiras nos últimos 30 anos? Bando de oportunistas, raça de usurpadores! Só 26.000 ingressos vendidos? Eu sou tão trouxa assim?

Só o que fizeram foi jogar toda responsabilidade do pepino em cima da competência de Luxa e os seus comandados. Tiveram sorte. Com o talento de Luxemburgo, podem ter mais: seremos campeões. E quando formos campeões, aí não haverá problemas: eles sabem que a torcida apaixonada não vai ligar muito para o que estou falando agora. E vamos vivendo assim, até o próximo roubo.

Só não me venham reclamar que o Palmeiras é assaltado sempre. É mesmo, mas é porque merece: é assim que se faz contra times pequenos, ou que se comportam como tais. Ainda bem, graças a Deus e aos nossos antepassados, que ainda temos essa torcida leonina, feroz, gigante e heróica, capaz de empurrar a esquadra e mudar um resultado adverso.

*

Só para deixar a nação Alviverde tranquila, vamos combinar que a rodada foi boa? Estávamos a 2 pontos da liderança, agora apenas 1 pontinho nos separa de Roth, o previsível. Vejam os números, enviados pelo leitor Pinho, e percebam o quanto são boas nossas perspectivas:

DADOS DO PALMEIRAS

DADOS DO GRÊMIO

ATAQUES

DEFESAS

CLASSIFICAÇÃO DO RETURNO

E para os imbecis de plantão que infestam a grande mídia com suas grandes opiniões futebolísticas: se fossem ouvidos seus brados contra o sistema de pontos corridos, hoje a final do Brasileiro seria entre Grêmio e Goiás. Muito justo, sem dúvida…

Read Full Post »

.
Bom dia, líderes! Com o Palestra na ponta, iniciamos mais uma semana sob o terror midiático, mas relaxando a cabeça com o nosso Quizz: matem essa…

O segundo em pé (da esquerda para a direita) defendeu o Manto Sagrado entre os anos 60 e 70, com alguns intervalos… Ficou conhecido no Palestra como nosso “Talismã”, pois saia do banco para invariavelmente decidir a peleja no segundo tempo. Esse belo (e versátil) atacante infelizmente nos deixou em 2000, mas está gravado ad eternum na gloriosa História do Palmeiras. Hoje está fácil, hein? Então vou sacanear:

Além do nome do ídolo, quem lembra em qual ano ele se aventurou a dirigir, do banco, a esquadra Alviverde?

Pensem bem, Palestrinos!!! Juro que o brinde para todos que acertarem o Quizz (retroativamente, inclusive) está a caminho…

E começemos o dia analisando os números enviados pelo nosso valoroso amigo Pinho. Para que você não se irrite com as estatísticas manipuladas que irão com certeza pipocar na sua tela, nos links da grande mídia:

NÚMEROS DO VERDÃO
Pontos conquistados até a rodada
no 1º turno = 17 pontos, 63,0% de aproveitamento
no 2º turno = 19 pontos, 70,4% de aproveitamento

ATAQUES


DEFESAS



CLASSIFICAÇÃO RETURNO



Até mais tarde, amici!
.

Read Full Post »

.

É aquela velha historinha didática. Você dá um frango para dois sujeitos: o primeiro come o frango todo e o segundo vira “Estatística“, aquele ser que habita um reino encantado onde o miserável “comeu” 50% do frango. Faço-me claro?
Não é cravar o chavão: “os números podem ser manipulados“; simplesmente eles se prestam a objetivos práticos por natureza. Quantificar e qualificar todas as coisas do mundo; medir, subtrair e multiplicar tudo que há, para que o homem estabeleça dimensões sobre si mesmo, o mundo que habita e aquilo que desconhece.
Portanto, também é natural que um opinativo impresso, prestando-se sempre a defender um ponto – o seu ponto, gostando ou não – utilize da tinta mágica dos números para grifar suas sentenças mais intrínsecas, aquelas onde procura legitimar um pensamento. Até porque sem opinião ninguém vive, ou deveria viver.
E há também o sujeito que é imparcial por natureza, que acredita no mundo e anda em linha reta sem fazer perguntas, mas esse não faz fundar uma gazeta…
Assim, a única coisa que me escapa é o porquê de um jornal não revelar ao leitor, enquanto formador da sua opinião, de que lado está. O Lance! e a Folha, por exemplo, não fariam mal nenhum se assumisem para que time… torcem, para não usar um verbo mais indelicado.
Só que esse é outro ponto, vamos nos ater aos números que nos interessam – olha cada manchete que bolei:

“PALMEIRAS SE TORNA UM VISITANTE PERIGOSO”, “MELHOR ATAQUE DO BRASILEIRO PREOCUPA DEFESA DO NÁUTICO”. “RETURNO: EM APROVEITAMENTO, PALMEIRAS SÓ PERDE PARA O GOIÁS”.

Afinal, graças ao grande amigo Pinho, que enviou essas tabelas, temos uma fábrica de boas novas:

DADOS DO VERDÃO NO CERTAME

CLASSIFICAÇÃO GERAL DO RETURNO


E é uma fábrica de aleluias para qualquer escrete, vejam só outros exemplos:

IPATINGA FORA DA ZONA DA DEGOLA NO 2º TURNO“; “APROVEITAMENTO NO RETURNO GARANTE FLU NA ELITE”.
Mas como não sou pelo Ipatinga, sou Palestrino, prefiro as manchetes que inventei em 2 minutos, embasadas em número reais e que deixam minha torcida feliz. Porque são um bom contraponto para PALMEIRAS É UM VISITANTE CORDIAL“, “DEFESA DO VERDÃO LEVA UM GOL POR JOGO e TODO MUNDO EMBOLADO NO G4.

Essas eu não fiz, cansei de vê-las postadas em tudo que é site de conteúdo, estampadas em qualquer esportivo nas bancas. Em defesa da mídia, o Palmeiras não fechou o 1º turno com essa consistência matemática, o que em parte justificaria eu não ter lido nada parecido com aquilo que inventei lá em cima.

Mas com essas tabelinhas à mão todo dia e considerando que:

a)
o Palmeiras é o 2
º colocado a 1 ponto do líder;

b) tirou, à galope, 2 pontos de vantagem por rodada, até morder os calcanhares de quem tem andado à pé e

c) tem quase 90% de aproveitamento como mandante – e uma tabela a cumprir não tão penosa, já era hora dos amiguinhos que trabalham nas editorias de esportes nos devolverem na mesma letra tudo que tivemos de ler até aqui. Ou não dá para fingir, só um pouquinho, que são imparciais? Ainda que seja só para manter aquela máscara de “pluralismo” com a qual se enfeitam…

.

Read Full Post »

.

O Verdão, campeão Paulista, ruma cada vez mais certo ao título do Brasileiro. O artilheiro do Paulistão pode repetir sua façanha e se tornar o maior fazedor de gols do Brasil. A importância de Alex Mineiro está aqui: na campanha vitoriosa do Palestra em 2008, ele é responsável por nada menos que 34% dos gols verdes assinalados. fácil essa conta hoje: foram 34 em 100 tentos. Sozinho. Mineiro, quietinho, não se transformou ainda em um ídolo da torcida – não como Evair ou mesmo Love foram, na sua posição. Discreto e eficiente sempre, ninguém sequer se lembra de questionar sua idade; Alex Mineiro já é um atleta de 34 anos e não lhe falta raça ou fôlego. Muito menos fome de gol.

A verdade é que o Palmeiras ficou tanto tempo sem um centroavante eficiente, sofremos tanto por conta disso, que às vezes olha para Alex como um problema resolvido – afinal é obrigação do Verdão ter um matador com a 9. Mas Alex é mais que isso, é o artilheiro do século no Parque Antarctica, é o cara que resolve! E merece também toda homenagem dessa torcida, até para que nossa diretoria bate-cabeça se lembre de não deixá-lo escapar no final do ano.

.

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: