Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Filhotes da ditadura’

..

Lula faz careta ao vestir boné da Mancha. Foto: Wilson Pedrosa/AE

Lula faz careta ao vestir boné da Mancha. Foto: Wilson Pedrosa/AE

 

.

A experiência me mostra que quando a esperança depende de um advogado, a vaca já atolou na lama. Mas temos que confiar na OAB, porque foi a instituição que se colocou contra o cadastramento de torcedores para compra de ingressos, fruto verde da lei assinada sexta-feira pelo Lula. Este, aliás, deveria ir mais ao campo (tentando comprar ingresso da BWA, na fila).

Sou leigo, mas posso intuir parte da objeção dos especialistas: se o objetivo é transformar a mentalidade de um torcedor para que ele “pague e divirta-se” pelo ‘espetáculo’ do futebol, como age qualquer consumidor de lazer, não há porque discriminá-lo, não é mesmo? Nem há justiça nisso.

Ou vão cadastrar aqueles que desejarem comprar ingressos para o Cirque de Soleil? Terão também esses senhores de prestar informações pessoais, tornar público números de documentos?

E quem quiser pagar o preço equivalente a uma numerada coberta no Palestra em noite de final de Libertadores,  só que para assisitir um show do U2 no gramado? Vai ser rastreado, também? Não, né…

Mas eu entendo que num país onde se estabelece um estado democrático de direito, as regras devam ser as mesmas para todos.

Então o tiro saiu pela culatra, e rio desses insanos do país do faz-de-conta, onde todas as leis nascem somente para serem tabeladas pelo corrupto da esquina, aquele funcionariozinho público na outra ponta do fio, sobre quem recai a incumbência de aplicar a nova regulamentação.

Bingo! Fizeram  tanto para discriminar o conceito de torcedor da idéia do cidadão de bem, aplicando-lhe seus próprios parâmetros, que agoram não podem mais separar um do outro.

Mas calma, vamos rir mais uns meses, ainda: não são muito inteligentes os que nos governam, muito menos o são aqueles que nos trazem as informações: muita mentira virá embrulhada em jornal.

 A verdade é que o monstrengo sórdido chamado ‘torcida legal’ jamais passará como está; por sinal, até mesmo a  mensagem subliminar escondida por detrás desse nome-fantasia soa mais como um lapso: parece que querem me dizer que, enquanto a lei não estiver em vigor, somos todos, eu e vocês, torcedores ilegais.

Mas, e depois que a lei cair na mão dos coronéis de porta de estádio?… O que seremos?

..

Anúncios

Read Full Post »

.

Dá uma sova nesses velhacos!

Dá uma sova nesses velhacos!

 .
Nota-S.E.Palmeiras

Mais uma vez, a Jovem Pan desinforma o torcedor palmeirense

A Sociedade Esportiva Palmeiras vem a público repudiar boatos irresponsáveis que, novamente, envolvem a rádio Jovem Pan. Desta vez, versam sobre uma suposta contratação de Paulo Serdan, presidente de honra da Mancha Alviverde, para as categorias de base do clube. A notícia é fantasiosa e não tem nenhum fundamento. Pior, demonstrando um exemplo de péssimo jornalismo, não foi checada antes de sua publicação com qualquer integrante da diretoria.

Quanto ao boato em si, lembramos que o repórter Fred Jr. levou o fato ao ar, em programa da referida emissora no início da tarde do último dia 9, e foi alertado pela assessoria de imprensa sobre a incorreção dos fatos. Só então o jornalista ouviu o presidente Luiz Gonzaga Belluzzo, colocando o “outro lado” num horário de menor audiência.

Em seguida, em blog, o repórter Luís Carlos Quartarolo retoma o assunto, novamente leva o factóide adiante sem checar as informações. E mais: afirma que o clube não tomou providências quanto à agressão covarde sofrida pelo técnico Marcio Vicente, promovida por Paulo Serdan.

Cumpre esclarecer ao jornalista que a providência processual foi tomada diretamente pelo Ministério Público do Estado de São Paulo, que detém a titularidade deste tipo de ação judicial, e que a Diretoria do Palmeiras prestou assistência jurídica integral ao treinador, fornecendo informações, documentos e acompanhando o seu depoimento e a tramitação do Inquérito promovido pela Promotoria Pública.

Por fim, vale a publicação do trecho de um texto no blog do jornalista Quartarollo desta quarta-feira, dia 11 de março:

“Na sua coluna de hoje na Folha, Tostão faz uma análise direta dos males e dos enganos do futebol. Enganos, algumas vezes concedidos e cometidos por nós da imprensa, que deveríamos sempre ter muito cuidado com a informação e com a exposição dos assuntos e das pessoas.”

Sociedade Esportiva Palmeiras

.

.

NOTA  – S.E.Palmeiras 2

Resposta ao jornalista Vanderlei Nogueira

Vanderlei Nogueira, jornalista da rádio Jovem Pan, leu e não entendeu o que leu (confira aqui nota oficial do Palmeiras sobre o factóide da emissora). Seu argumento é que o repórter Fred Jr. ouviu quatro fontes (não há como saber) antes de colocar a notícia no ar.

Ora, ou o jornalista é ingênuo ou age de má-fé. O que ficou bem claro na nota é que A JOVEM PAN NÃO OUVIU O PRESIDENTE LUIZ GONZAGA BELLUZZO antes de publicar o factóide sobre a contratação de Paulo Serdan, presidente de honra da Mancha Alviverde, para as categorias de base do clube. Se tivesse feito teria, além de obedecer as boas normas do jornalismo, evitado um novo atrito com a Sociedade Esportiva Palmeiras. Ou será que é isso mesmo que os profissionais da Jovem Pan querem, insistentemente? Para piorar, tenta passar ao ouvinte que o presidente Belluzzo pode ter voltado atrás na nomeação após o fato ter sido divulgado na rádio. Quer dizer, ele insiste no factóide.

A Jovem Pan pode consultar 500 fontes. Se não ouvir aquele ou aquela que nomeiam na matéria, de nada adianta ouvir os tais personagens. Entre essas fontes estariam, segundo o jornalista informou no jornal de Esportes da emissora, na tarde desta quinta-feira (12), dois diretores da atual gestão (citando diretores da atual gestão, o jornalista tenta jogar o presidente contra todos de sua diretoria… É de uma ingenuidade ímpar. Evidente que desconfiamos da informação, até por que sabemos bem -todos no clube sabem- quais são as fontes da rádio Jovem Pan, e nenhum diretor da atual gestão faz parte delas).

O jornalista ainda recorda o tal contrato da Fiat, quando a emissora divulgou em primeira mão números diferentes daqueles que saíram na mídia (e o fato é citado como exemplo de bom jornalismo…).

Cabe esclarecer ao leitor palmeirense — já que a rádio Jovem Pan só deu a notícia pela metade — que o contrato era modular. Isso quer dizer o seguinte: se todas as ações previstas fossem cumpridas, o valor passaria do dobro. Todo contrato prevê prêmios por conquistas, e o da Fiat não fugia à regra, além de outras parcerias que poderiam ser fechadas com o clube.

Mas o que causa estranheza é o fato de o jornalista lembrar com pompa do contrato da Fiat, mas ter “esquecido” de citar os dois editoriais feitos em fevereiro de 2008, quando a rádio Jovem Pan acusou o então diretor de planejamento do Palmeiras, Luiz Gonzaga Belluzzo, de escrever em um blog que queria a emissora fora do clube. Na verdade, o post, em um blog de torcida, foi colocado por um leitor que tem o mesmo nome do presidente do Palmeiras, Luiz Gonzaga. Ou seja, ocorreu um dos maiores exemplos de “barriga” do jornalismo brasileiro em todos os tempos, fato este que, vergonhosamente, a rádio teima em não corrigir.

Ansiosa por dar notícias ruins do Palmeiras, imediatamente colocou os editoriais no ar. E claro, não checou de novo o que leu. Acreditou no que seu repórter informou à redação da rádio. Tivesse feito o básico do bom manual de jornalismo, CHECAR SEMPRE ANTES DE DIVULGAR UM FATO, não teria passado por mais essa vergonha.

O ouvinte já sabe que o Palmeiras é o clube eleito pela emissora para fazer fofocas e intrigas. Nenhum outro clube (enfatizamos: nenhum) tem tantas notícias negativas e maldosas publicadas com tamanha frequência. O ouvinte palmeirense também já se deu conta que o noticiário de outros clubes tem uma cobertura bem diferenciada. Isso é fato (como repete o bordão da emissora), não factóide.

Sociedade Esportiva Palmeiras

.

Read Full Post »

.

Washington não escolhe parceiro para formar dupla: ‘combino bem com os dois’

Ceni ‘ganha’ gol de Washington e é esperado por Muricy para Libertadores

 Com vitória sobre o Bragantino, são-paulinos superam derrota para Ramalhão

Washington exalta primeiro gol em casa

Ceni confirma dores na coxa direita e admite que poderia ter esperado mais

Ceni acerta renovação até fim de 2012

Visão do Tricolor: a 1ª vitória em casa

FOTOS da lesão de Rogério Ceni

Aliviados, são-paulinos festejam evolução

Vídeo: Após vitória, Muricy brinca com jornalista e volta a sorrir

Mudança no esquema melhora fundamentos do São Paulo

Para jogadores, vitória faz São Paulo voltar ao normal

.

.

Willians confessa que sentiu os efeitos da altitude de Potosí

Bruno fica eufórico: ‘Acabamos com essa história do fantasma da altitude’

Na Bolívia de contrastes, palmeirenses vivem aventura para chegar a Potosí

Verdão toma cafeína contra a altitude na Bolívia

Marcos não deve jogar contra o Santos

Palmeiras vai a Potosí de picape

Palmeiras afastou fantasma da altitude”, diz Bruno

Após classificação, Palmeiras reconhece dificuldades na altitude

Blog: Palmeiras troca táxis por caminhonetes

.

Read Full Post »

.

A garota-propaganda da torcida-spam!

A garota-propaganda da torcida-spam!

.

“Continuo influenciado pelo PSDB, Revista Veja, Rede Globo, O Estado de São Paulo, Diogo Mainardi, Dora Kramer, Arnaldo Jabor e por todo e qualquer veículo de mídia que satisfaça minha desaprovação ao atual sistema político.”

São as palavras textuais de lippe-lippe, em seu perfil. Sua cor preferida é rosa, “mais puxado para o lilás”, acrescenta.

Seu hobbie é colecionar os perus da Borboleta Monarca no You Tube. “Não consigo parar, são tantos”, confessa.

.

Read Full Post »

.

Este texto foi publicado originalmente aqui

.

Victor Ernesto Birner

Eu não queria ter que fazer isso, então, por diversas e diversas vezes tentei contato com o amigo da foto ao lado.

Seu nome: Victor Ernesto Birner, blogueiro, repórter da TV Cultura e comentarista da CBN.

A história é longa (como ele mesmo diz, não existe mais estória com es), mas tratarei de resumir, começando pelo que mais me incomoda.

Birner censura meus comentários. Todos eles, educados ou um pouco mais exaltados, mas ele os censura. Tem a típica atitude que os jornalistas neste país sempre criticam tanto, sempre brigam tanto para que não aconteça, enfim, ele me CENSURA.

Por um lado tem seu direito: tem um blog próprio e escreve e aprova aquilo que lhe convém. Podemos aqui criticar a atitude, como faço, mas é seu direito.

Acontece que o que me incomoda realmente é que ele libera de tudo. Tudo, desde piadas e ataques verbais até insinuações maldosas contra Palmeiras, Corinthians e quem diria, seu próprio clube do coração. Mas os meus comentários, TODOS eles, são censurados.

Ultimamente voltei a escrever para ele. Birner tem algo que me agrada e não tem ironia neste comentário: ele tem uma extrema preocupação com seus leitores e responde a quase todos os comentários. Isso é louvável, primeiro porque se prontifica a ler, o que já é um bom começo, mas especialmente em razão de argumentar com seus leitores, o que demonstra boas doses de humildade.

Mas voltando ao ponto central, os meus comentários, TODOS ELES, são censurados. Devo ter escrito uns 4 ou 5 nos últimos dias, um deles inclusive perguntando a razão para a censura, mas nenhum apareceu por lá. Birner os leu, porque lê todos como já disse, mas não publica.

Em todos estes comentários busquei argumentar suas opiniões que, na minha opinião, são ruins. Birner não gosta dos estaduais. Mas eu gosto. Birner acha pontos corridos coisa de primeiro mundo. Eu acho uma bosta. Birner acha que o patrocínio do Palmeiras é sempre duvidoso. Eu acho que o do São Paulo, isso sim, é pouco explorado. Birner acha um monte de coisa que não acho nada e tantas outras que me importo e ele parece não ver. Somos, portanto, seres antagônicos e eu particularmente gosto de discutir com opiniões divergentes. Faz bem, exercita, melhora nosso senso crítico. Birner não gosta. Prefere discutir com moleques que passam o dia todo em comunidades do orkut lançando fofocas. Como já disse, é seu direito. E o meu é o de questionar isso.

Tudo começou há muito tempo, e a história (com H) toda pode ser vista aqui. Foi uma situação chata, desnecessária da parte do jornalista e que de certa forma acendeu neste que vos escreve a sede por explicações sempre. Dali em diante fiz questão de acompanhar Birner mais de perto e ver sua paixão tricolor descambar do aceitável pro folclórico.

Birner tem uma qualidade que respeito muito. É torcedor fanático, daqueles que frequentam as arquibancadas e escalam o time de 68 sem titubear. Isso é louvável e merece reverências. Principalmente porque torce pro time absorvente, aquele que pra quem usa só serve uma vez por mês. Isso não discuto e como explico aqui, até admiro.

Por outro lado, Birner comete um pecado mortal em sua profissão. Ele tenta transparecer o profissional imparcial e não é. Sabe aquele papo do “ou caga ou sai da moita”? Ele está fora da moita com as calças arriadas. Não sabe conduzir seu blog com a imparcialidade que prega o que o torna, imediamente, suscetível a críticas.

Tivesse Birner um blog dentro daquele SPNet eu sequer perderia meu tempo lendo. Caso Birner chutasse previsões de resultado começando com 7 gols para seu time, eu daria risadas. Mas não, ele insiste em comentar de tudo e todos como se tivesse a isenção de, sei lá, Alberto Helena. Não tem, pois vejamos:

– O SPFC perdeu seu primeiro jogo após 22 partidas. fato considerável e respeitável, embora a derrota devesse ter ocorrido há mais tempo, no penalti não dado no Rodrigão ou no gol mal anulado do Botafogo. Mas é outra questão. Retomando, Birner viu seu time perder no domingo e como sempre faz após a rodada, lançou o post (apenas o título aqui, sem links) que segue:

“Futebol pelo país” – Birner não quis nem saber de destacar a derrota do seu time, embora tenha feito três ou quatro linhas de comentários evasivos.

E foram necessários apenas mais 10 minutos para que o post ficasse defasado. Tinha um novo prontinho no papel, que subiu na hora exata:

“Paulistinha, sim” – Sabe qual o contexto? Diminuir o Paulistão e sua importância.

Frente a isto tudo, fui obrigado a escrever para nosso amigo. Acho estranho que após uma derrota acachapante em casa e com o treinador mostrando que TPM de mulher é fichinha, Birner se preocupava em desqualificar o torneio. Sabe quando você é moleque e vai pra balada com os amigos e um deles fica com a garota mais bonita da noite? Ai, você e seus amigos para não dar o braço a torcer logo encontram um defeito na pequena e a partir dali qualquer comentário do garanhão vem acompanhado de piadas sobre isso? É mais ou menos por aí, e a turminha da balada, Birner, Kfouri pai e Laranjada (Paulinho) insistem em criticar porque, afinal, não pegaram ninguém.

Outra vez escrevi a ele e perguntei, mais ou menos desta forma, se aquele trabalho era coordenado com a assessoria de imprensa do Morumbi. Claro que fui censurado.

E tem sido assim, dia após dia. Decidi, entretanto, que continuarei a escrever para nosso amigo e meu primeiro comentário irá com o link deste texto. Quero entender a alma de Birner e assim me tranquilizar, não ficar pensando por ai que criei alguma inimizade. Justo ele que, mesmo sem saber, tem uns 3 amigos em comum comigo. Vai que eu o encontro em alguma festa qualquer dia, melhor entender antes o que pode acontecer para que eu me prepare.

Afinal, se já começou com CENSURA é preciso entender o limite do homem (com H também, por isonomia).

Birner, PORQUE RAIOS VOCÊ ME CENSURA???

.

Read Full Post »

.

Em um comentário postado na página de PHA encontro a mesma dúvida que eu tenho: o que aconteceu em Paraisópolis? Até segunda-feira tratava-se de uma das regiões carentes mais tranquilas da capital, e havia boas relações – como troca de serviços e compartilhamento de áreas de lazer – entre comerciantes, empresários e moradores da região. De uma hora para outra, literalmente, o bairro se transformou em um campo de batalha.

A única versão que você vai encontrar na imprensa covarde é a da PM covarde, então não há como sabermos o que fez explodir o ódio por ali. É preciso ir lá e conversar com os moradores, coisa que nem eu, nem os amigos puderam fazer. O que sabemos, porque não é novidade, é que Serra gosta de se proteger no seu Palácio enquanto transforma suas imediações em uma praça de guerra.

O que me deixa com uma pulga enorme atrás da orelha é ter ouvido de Kaxab o desejo de varrer aquela gente pobre dali para construir uma avenida inútil, que tem como único objetivo validar a candidatura do Privadão como sede da Copa 2014. Ele falou isso numa semana, e na outra mandaram para lá as câmeras da Globo, que só filmaram a revolta do povo – mas ninguém se preocupou em saber ou esclarecer o porquê.

É triste. Estranho, suspeito e muito triste.

.

.

Read Full Post »

.

…e se escondendo feito avestruz:

“A aprovação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva atingiu o patamar de 84,0%, registrou nesta terça-feira pesquisa do Instituto Sensus (leia mais)

E a noite não me furtarei de dissertar sobre o complô dos abutres que já começa a desestabilizar Paraisópolis para facilitar a remoção da ralé indesejável.

Assim fica mais fácil para construir a Giovani Gronchi II.

.

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: